Carregando...
Antidoping

COB ativa campanha #DiaDoJogoLimpo pra lembrar importância do combate ao doping

Área de Educação e Prevenção ao Doping lança vídeo “Validação da Medalha”, redes do Time Brasil têm depoimentos de atletas sobre o que é jogar limpo e CACOB começa série de stories no Instagram com ví

COB ativa campanha #DiaDoJogoLimpo pra lembrar importância do combate ao doping

Desde 2014, no dia 09 de abril, a Agência Mundial Antidoping (WADA) e a comunidade mundial antidoping celebram o "Play True Day", ou, em português, Dia do Jogo Limpo. A data é inspirada na Conferência Educacional organizada pela WADA em 2013 e que teve a participação de 17 países sul-americanos. A campanha digital e de mídia social de conscientização incentivada pela WADA alcançou em 2020 mais de 50 milhões de pessoas com participação de indivíduos e organizações esportivas de todo o mundo.

Em 2021, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) mergulhou de cabeça na campanha #PlayTrueDay, que, para facilitar o envio da mensagem a todos os brasileiros, foi traduzida para #DiaDoJogoLimpo. Ao longo do Dia do Jogo Limpo, a área de Educação e Prevenção ao Doping lançará o vídeo “Validação da Medalha”, redes do Time Brasil terão depoimentos de atletas sobre o que é jogar limpo e a CACOB começará uma série de stories com vídeos explicativos no perfil do Instagram. Será, realmente, um dia dedicado ao esporte limpo e tem o objetivo de sensibilizar e conscientizar os atletas e toda a comunidade esportiva sobre a importância de proteger a saúde e o esporte limpo.

“Os argumentos para defendermos o jogo limpo podem ser resumidos em três: o princípio da natureza humana, o princípio da justiça e da proteção à saúde do atleta. O desempenho deve ser o resultado do treinamento e aperfeiçoamento das qualidades físicas naturais do vencedor, sem o uso de substâncias ou métodos que melhorem sua performance. O respeito às regras garante um ambiente nivelado, onde todos são submetidos à mesma cobrança. Por fim é necessário evitar o uso de substâncias que possam causar danos imediatos ou futuros à saúde dos atletas”, explica Christian Trajano, gerente da área de Educação e Prevenção ao Doping do COB.

+ Assista ao vídeo "Validação da Medalha", da área de Eduacação e Prevenção ao Doping do COB

“Em 2021, em que teremos pela primeira vez na história uma edição dos Jogos Olímpicos fora da data prevista por conta da pandemia de Covid-19 e, logo na sequência, em menos de seis meses, os Jogos de Inverno, a WADA escolheu um tema que leva a sociedade para uma autorreflexão ao tentar responder a questão: ‘O que significa o Jogo Limpo para você?’. A educação antidoping deve ser um processo contínuo, instaurado em escolas, nos currículos básicos e fundamentais por todo o mundo. Fazer com que as crianças e jovens conheçam sobre os riscos de utilizações de drogas ilícitas é prepará-las não somente para o esporte, mas para a vida. Com uma educação antidoping mais ampla, teremos mais autopreservação dos atletas; a promoção de novos líderes do Jogo Limpo; e sem dúvidas, a defesa do esporte em iguais condições de disputas para todos”, afirmou o professor Leonardo Mataruna, brasileiro que é membro do Comitê de Educação da WADA e professor da Canadian University of Dubai.

Essas são mensagens que quanto mais vezes forem repetidas, mais deixarão o esporte seguro. Os atletas brasileiros de alto rendimento não só entenderam o princípio que norteia as ações, como fizeram questão de participar. Alguns estarão no vídeo que será exibido em primeira mão no Instagram do Time Brasil respondendo o que é jogar limpo para eles.

“Jogar limpo vai muito além de qualquer competição, qualquer jogo, qualquer luta, vai na mesma linha dos princípios, do caráter do ser humano. Jogar limpo é obrigação e, por isso, eu apoio essa causa", disse o canoísta Pepê Gonçalves.

"É você fazer o seu sem utilizar nenhuma forma ilícita de ganhar vantagem. E chegar na competição e conseguir realizar o que queria", disse a maratonista aquática Ana Marcela Cunha.

"É você ser justo e verdadeiro dentro da sua realidade, respeitando os outros, sabendo que não existe atalho, facilidade. Existe muito trabalho e dedicação para chegar lá", disse o remador Lucas Verthein

"Um verdadeiro campeão não joga sujo. Continue jogando limpo para ser campeão de verdade", disse a boxeadora Bia Ferreira.

A ideia de que não se forma um campeão sem jogar limpo também é o princípio que norteia o vídeo “Validação da Medalha”, idealizado pela Área de Educação e Prevenção ao Doping, que relata as etapas para a confirmação de um pódio, desde a preparação da equipe de controle de doping, passando pelo funcionamento dos testes, até a finalização de todo o processo que é o teste negativo para quem joga limpo.

“Somente através de uma educação antidoping, destinada a todos os envolvidos com o desenvolvimento do atleta, poderemos criar um ambiente saudável para o desenvolvimento de nossos jovens competidores, e que dê segurança a nossos ídolos em seu caminho até o Olimpo. A proteção do atleta é o que move nosso trabalho”, completa Trajano.

Auxiliar na educação antidoping, facilitando o acesso às informações é a ideia que norteia a campanha da Comissão de Atletas do COB (CACOB). No Dia do Jogo Limpo será o lançamento de uma série de stories que levarão a vídeos explicativos ou páginas que ampliem os temas tratados. Estão previstos 10 temas, um a cada semana.

“Achamos importante sermos mais um instrumento de informação para os atletas. Informação nunca é perdida e nunca é demais. A ideia é que a gente possa destrinchar um pouco mais diversos temas, facilitar o acesso à lista de medicamentos proibidos, divulgar os canais de informação, dentro outros. Eu sempre usava o site da WADA e, se precisasse de algum recurso rápido, tinha meu médico, mas tem todo mundo tem isso”, disse Poliana Okimoto.

Educação e Prevenção ao Doping

Como parte da Rede Brasileira Antidoping, o papel do Comitê Olímpico do Brasil em relação ao doping é o de orientar e educar os atletas para prevenir essa ameaça. Com a elaboração e aplicação do Programa de Educação e Prevenção ao Doping no esporte olímpico brasileiro, o COB apoia as ações da Agência Mundial Antidoping (WADA) e da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), entidade que determina e realiza os Testes de Controle de Doping, realiza a Gestão de Resultados de uma análise positiva e encaminha o caso para julgamento na Justiça Antidoping.

Criada em 2018, a área de Educação e Prevenção ao Doping do Comitê Olímpico do Brasil (COB) tem como objetivo desenvolver um trabalho de conscientização e democratização da informação para a proteção dos atletas, expandindo o acesso à educação antidoping desde as fases mais iniciais do desenvolvimento do atleta olímpico. Sob o lema “A proteção ao atleta é o que nos move”, a área realiza atividades presenciais, palestras e atendimentos individuais.

Em 2019, foram realizadas palestras para as delegações que participaram dos Jogos Sul-Americanos de Praia Rosário 2019, Jogos Pan-americanos Lima 2019, Jogos Mundiais de Praia Doha 2019 e Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude Lausanne 2020. Além disso, em parceria com a área de Desenvolvimento, foram ministradas apresentações sobre o tema para jovens atletas de diversas modalidades como vela, judô e vôlei, além de etapas regionais e nacionais dos Jogos Escolares da Juventude. 

Em 2020, mesmo com a pandemia de COVID-19 e o cancelamento e adiamento de eventos presenciais, as ações de educação e prevenção ao doping do COB alcançaram 48.606 pessoas. A página da área traz vídeos informativos, Perguntas Frequentes (FAQ), Fale Conosco e recentemente o Canal de Ouvidoria da entidade passou a acolher as denúncias de possíveis violações à regra antidoping.

Sobre a Rede Brasileira Antidoping

A Agência Mundial Antidoping (WADA) foi criada em 1999 para padronizar todas as ações de combate ao doping em todo o mundo. Os Países, através da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), se uniram com o movimento esportivo, através das Federações Internacionais (FI) e Comitê Olímpico Internacional (COI) e Comitê Paralímpico Internacional (CPI), e assinaram um compromisso de respeitar o Código Mundial Antidoping, da WADA. Com isso, cada Governo criou sua Organização Nacional Antidoping. No Brasil temos a ABCD, criada em 2011; e no mundo dos esportes as Federações Internacionais exercem o papel de fiscalização em suas modalidades.

Entre os entes que fazem parte da Rede Brasileira estão Comitê Olímpico do Brasil, Comitê Paralímpico Brasileiro, Comitê Brasileiro de Clubes, Comitê Brasileiro de Clubes Paralímpicos, Entidades Nacionais e Regionais de Administração do Desporto, Ligas Nacionais e Regionais, Entidades de Prática Desportiva, Comissões e Organizações Representativas de Atletas, integrantes do Sistema Nacional do Desporto, LBCD , JAD, IBDD,SBMEE, ANVISA, PF, Atletas Pelo Brasil, LIDE Esporte, Instituições de Ensino Superior, Conselhos Profissionais, Imprensa e demais entidades afins. 

Outras notícias + Lista completa