Carregando...
Jogos da Juventude

Da piscina de casa para o brilho em Aracaju

Capixaba Laís conquistou até o momento todas as medalhas do Espírito Santo na natação dos Jogos da Juventude

Da piscina de casa para o brilho em Aracaju
Luiza Moraes/COB

O pai Luiz Antônio sentenciou: “Aqui em casa todo mundo vai aprender a nadar, para ninguém passar sufoco e se afogar por aí”. E lá foi Laís dar suas primeiras braçadas, ainda com dois anos – sorte dela que a piscina era dentro da sua casa. Natural de Vitória, Laís Gasparini tomou gosto pela “obrigação” e passou a praticar o esporte com afinco. Hoje, aos 17 anos, ela é simplesmente a responsável por todas as medalhas conquistadas pelo Espírito Santo na natação dos Jogos da Juventude Aracaju 2022 – até o momento. “O engraçado é que tenho cinco irmãos e todos eles passaram por esse mesmo “batismo” do meu pai. Já foi todo mundo para dentro d’água”, ri a capixaba.

Nos Jogos, Laís já conquistou quatro medalhas, sendo duas de ouro e duas de prata. Uma de ouro foi nos 50m livre, a prova mais rápida da natação, que ela elege a sua favorita. Não à toa um dos seus ídolos é o Bruno Fratus. “Gosto dele porque ele é muito bom, mas sempre batia na trave, tirava em quarto. Mas não desistiu e conquistou uma medalha olímpica (bronze nos Jogos Tóquio 2020)”.

Laís diz que adora disputar os Jogos da Juventude. Segundo ela, sempre faz novos amigos quando participa. Ela gosta tanto que nos últimos, em Blumenau 2019 (quando eram ainda em duas etapas e se chamavam Jogos Escolares), ela se dividiu entre atletismo e natação. “Competi no atletismo também e até pensei em fazer isso agora. Mas tive uma contusão no joelho e, além disso, as provas do atletismo e da natação foram disputadas nos mesmos dias aqui. Aí não deu, optei pela natação mesmo”. 

Outras notícias + Lista completa