Carregando...
COB

Após homenagens, Aída dos Santos, Bernard e Wlamir Marques ganham páginas no Hall da Fama do site do COB

Veja fotos, vídeos e conheça a trajetória desses três grandes atletas que marcaram a história do nosso esporte olímpico

Após homenagens, Aída dos Santos, Bernard e Wlamir Marques ganham páginas no Hall da Fama do site do COB

Três ídolos históricos do esporte brasileiro acabam de ganhar um espaço especial no Hall da Fama Digital do Comitê Olímpico do Brasil (COB). Após homenagens presenciais, Aída dos Santos (atletismo), Bernard Rajzman (vôlei) e Wlamir Marques (basquete) ganham nesta sexta-feira, dia 19, páginas inteiramente dedicadas às suas histórias, com biografia completa, fotos, vídeos, capas de jornais que registraram os feitos destes grandes atletas.  

"É uma felicidade termos mais três grandes ídolos ganhando páginas especiais no Hall da Fama Digital. O Hall da Fama do Comitê Olímpico do Brasil (COB) é uma ideia do presidente Paulo Wanderley Teixeira para garantir que as histórias de alguns dos principais atletas brasileiros sejam enaltecidos, eternizados e valorizados. É um projeto muito importante.", disse o diretor-geral do COB e campeão olímpico Rogério Sampaioque é um dos homenageados da turma de 2021.

Indicados na turma de 2020, os três deixaram as marcas de suas mãos e pés nos moldes que serão expostos em um espaço físico totalmente dedicado à Memória Olímpica. Eles se juntam a outras 13 personalidades do esporte que já têm página no Hall da Fama virtual do COB. São eles: Bernardinho (vôlei), Chiaki Ishii (judô), Guilherme Paraense (tiro esportivo), Hortência (basquete), Jackie Silva (vôlei de praia), Joaquim Cruz (atletismo), João do Pulo (atletismo), Maria Lenk (natação), Sandra Pires (vôlei de praia), Sylvio Padilha (atletismo), Torben Grael (vela) , Vanderley Cordeiro (atletismo) e Zé Roberto Guimarães (vôlei).

Acesse as páginas especiais dos homenageados

Aída dos Santos foi a primeira brasileira a disputar uma final olímpica e chegou ao 4º lugar no salto em altura, em Tóquio 1964. Conheça mais sobre a história de Aída dos Santos.

Conhecido por ‘Diabo Loiro’, Wlamir Marques foi um dos líderes da geração mais vitoriosa do basquete masculino do Brasil. O ala representou a seleção por duas décadas e tem no currículo duas medalhas olímpicas e duas mundiais. Veja Wlamir falando sobre sua trajetória.

Bernard Rajzman foi um dos símbolos da ‘Geração de Prata’ do vôlei brasileiro, dono da medalha de prata dos Jogos de Los Angeles 1984, e conhecido mundialmente pela criação do saque ‘Jornada nas Estrelas’. Assista à jogada de Bernard que fez sucesso pelo mundo

O Hall da Fama do COB

Criado em 2018, o Hall da Fama visa reconhecer e valorizar a trajetória dos nossos heróis olímpicos. O projeto foi lançado em grande estilo durante a 20ª edição do Prêmio Brasil Olímpico (PBO), que teve como lema “celebrar o passado, inspirar o presente e conquistar o futuro”.

Lançada em junho de 2021, no dia do aniversário de 107 anos do COB, a área digital do Hall da Fama do COB é uma página virtual de referência dedicada especialmente à memória do Movimento Olímpico do Brasil. O espaço traz perfis detalhados dos homenageados, com grande acervo de fotos e vídeos conseguidos juntos ao Comitê Olímpico Internacional (COI) e às Confederações Brasileiras, arquivos pessoais e de jornais e TVs que cobriram os principais eventos na época em que atuavam, além de filmes do dia em que os esportistas deixaram as marcas de seus pés ou mãos.


Outras notícias + Lista completa