Carregando...
Time Brasil

Seleção Brasileira Masculina de Basquete vence Ilhas Virgens e garante vaga na Copa do Mundo

Com Marquinhos como cestinha da partida e Alex de volta, Brasil bateu os donos-da-casa por 104 a 80. Brasil e Estados Unidos são os únicos países que participaram de todos os Mundiais


Compartilhe
Seleção Brasileira Masculina de Basquete vence Ilhas Virgens e garante vaga na Copa do Mundo

Se faltava pouco para o Brasil se garantir como único país a participar de todas as edições da Copa do Mundo ao lado dos Estados Unidos, agora nem a matemática pode atrapalhar. Mesmo sem Anderson Varejão, poupado em função de um torcicolo, a Seleção Brasileira masculina de basquete atropelou as Ilhas Virgens, nesta quinta-feira (21), na cidade de Saint Thomas, e carimbou o passaporte para o Mundial da China, que será realizado de 31 de agosto a 15 de setembro. Com o "estreante" na era Petrovic JP Batista entre os titulares, a equipe comandada por pelo técnico croata venceu por 104 a 80 (51 a 37) diante de um adversário com nove jogadores e um público de pouco mais de 200 pessoas. O cestinha do Brasil foi Marquinhos com 22 pontos.

O JOGO

Mesmo sem seus dois principais jogadores, os donos da casa começaram com personalidade e conseguiram equilibrar a partida durante todo o primeiro quarto. Principalmente graças à boa pontaria de Miligan, que acertou 4 bolas em seis tentadas e anotou nove pontos no período. Mesma pontuação de Benite e Alex, as duas principais armas ofensivas da Seleção Brasileira.

A situação só melhorou quando a defesa brasileira encaixou e se tornou muito mais agressiva. Consequentemente a Seleção passou a dominar os rebotes defensivos, e o jogo de transição apareceu. Principalmente pelas mãos de Marquinhos e Leandrinho, que anotaram 12 e 11 pontos, respectivamente, e foram determinantes para a diferença chegar a 14 pontos (51 a 37) ao fim do primeiro tempo.

O Brasil voltou do intervalo pontuando com Alex, mas com duas bolas de três de Peltier as Ilhas Virgens cortaram a diferença para 10 pontos. A empolgação dos donos da casa, no entanto, durou segundos. Didi e Benite deram o troco na mesma moeda e a vantagem voltou a ser de 16. Foi também de Didi a enterrada que deu ao Brasil a maior folga no placar. O ala de Franca voltou quente do intervalo. Assim como Marquinhos. Com sete pontos convertidos nos dois últimos ataques do terceiro período, o ala do Flamengo chegou a 19, manteve 100% nas bolas de três - quatro de quatro - e aumentou o prejuízo dos donos da casa para 20 pontos.

Petrovic trocou Didi por Alex no início do último período e nem assim o ritmo brasileiro diminuiu. A hora de chamar o jogo para si era de Leandrinho, e o ala do Minas passou a encarar a defesa das Ilhas Virgens. O jogador chegou a 19 pontos, antes de ser substituído pelo estreante Alexey. Benite também voltou quente e de cara acertou os dois arremessos de três tentados, chegando a 20 pontos. Mesmo com a vitória e a classificação asseguradas, a Seleção não tirou o pé do acelerador e chegou à pontuação centenária com os dois primeiros pontos de Yago no jogo.

“O jogo começou muito duro. O time deles é muito físico. A vantagem de 24 pontos não diz o que foi a partida, mas o nosso time estava bastante focado, bastante preparado, conseguimos rodar todo mundo e todo mundo conseguiu se destacar quando pôde jogar. Ainda temos o jogo contra a República Dominicana e uma vitória pode nos dar uma classificação melhor e possibilitar uma chave teoricamente melhor no Mundial”, avaliou o ala/pivô Rafa Mineiro.

De volta à Seleção, o experiente ala Alex Garcia fez questão de ressaltar a alegria de poder vestir novamente a camiseta do Brasil. “Feliz de poder voltar à Seleção. A classificação foi merecida e agora vou para o meu quinto Mundial”, comemorou o “Brabo”.

“Quero dar os parabéns a todos os jogadores pela classificação. Para mim o mais importante é que depois de um ano já temos dois ou três jogadores jovens que já podem participar a nível internacional, como Yago, Didi e agora Alexey, que vi em dois treinos que é um jogador com facilidade para infiltrar. Agora temos uma partida importantíssima em Santo Domingo, com um ambiente hostil e quero ver como os jogadores se comportam”, disse o treinador Aleksandar Petrovic.

BRASIL: Yago (5), Benite (20), Didi (15), Alex (11) e JP Batista (5). Entraram: Rafa Mineiro (7), Rafa Luz (0), Marquinhos (22), Leandrinho (19), Lucas Dias (0). Técnico: Aleksandar Petrovic.

Fonte: Confederação Brasileira de Basquete
 

Outras notícias + Lista completa
Patrocinadores Olímpicos Mundiais
Patrocinadores Oficiais
Apoiadores Oficiais
Parceiros Oficiais
Fornecedores Oficiais
Recursos das Loterias Federais