Carregando...
COB

Recém-chegada de Pequim, Nicole Silveira visita a sede do COB

Presidente do COB Paulo Wanderley recebeu a atleta, que é dona da segunda melhor marca do Time Brasil em Jogos de Inverno; Nicole fará avaliações no CT ainda esta semana

Recém-chegada de Pequim, Nicole Silveira visita a sede do COB
O Presidente do COB, Paulo Wanderley , e a atleta do skeleton, Nicole Silveira. Foto: Rafael Bello/COB

Da gelada Pequim ao calor do Rio de Janeiro. Nicole Silveira, que gravou seu nome no esporte olímpico nacional ao ser a primeira atleta brasileira a disputar a prova de skeleton, visitou a sede do Comitê Olímpico do Brasil (COB) nesta segunda-feira, dia 21, onde foi recebida pelo Presidente da entidade, Paulo Wanderley. Nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, encerrados neste domingo, dia 20, Nicole alcançou a segunda melhor marca de um brasileiro em todas as edições de Jogos de Inverno: 13° lugar. A atleta só fica atrás do 9º lugar de Isabel Clark em Turim 2006. 

“A Nicole Silveira é a prova mais recente de que o Brasil também possui atletas competitivos nos esportes de inverno. Logo na estreia dela e do Brasil no skeleton em Jogos Olímpicos, Nicole superou atletas de países com tradição para chegar na 13ª colocação geral, o que acabou sendo nosso melhor resultado nos Jogos de Pequim”, disse o presidente do COB. “O COB é a casa do atleta olímpico do Brasil e foi um enorme prazer receber a Nicole em nossa sede logo após essa importante participação olímpica”, completou o presidente.

A atleta, que ainda está impressionada com a força dos Jogos Olímpicos e com a torcida brasileira, já pensa nos Jogos Milão-Cortina 2026. “Eu tentei olhar para os Jogos como se fossem mais uma competição, mas não dá. Impossível. São Jogos Olímpicos. Mesmo sem torcida, eu senti a presença dos brasileiros ali comigo. E isso me tocou muito. O suporte do COB e da CBDG foi maravilhoso, fez toda a diferença. Acho que a palavra que eu mais usei durante Pequim 2022 foi ‘surreal’ e continua sendo, a ficha ainda não caiu”, diz a gaúcha de Rio Grande, de 27 anos, que pratica a modalidade há apenas quatro anos.

Para traçar os passos para a próxima edição, Nicole vai passar por avaliações no Centro de Treinamento Time Brasil ainda nesta semana. “Desde o final da competição em Pequim começamos a olhar para os Jogos de Milão 2026. Estar aqui no Rio de Janeiro faz parte desse planejamento. Farei avaliações no CT para a próxima temporada e daqui vou para o Canadá. Testaremos equipamentos para que eu já chegue num nível mais alto que apresentei em Pequim 2022”, planeja a atleta que ainda fez de sua estreia em Jogos Olímpicos o melhor desempenho de um sul-americano no skeleton em Jogos de Inverno.

Paulo Wanderley, Presidente do COB, ao lado de Nicole Silveira, atleta do sketelon, e Matheus Figueiredo, Presidente da CBDG. Foto: Rafael Bello/COB
Paulo Wanderley, Presidente do COB, ao lado de Nicole Silveira, atleta do sketelon, e Matheus Figueiredo, Presidente da CBDG. Foto: Rafael Bello/COB

Outras notícias + Lista completa