Carregando...
Time Brasil

Rebeca Andrade brilha e avança a três finais de aparelhos no Japão

Ginasta brasileira assume condição de protagonista no Mundial ao se classificar em primeiro no salto e paralelas

Rebeca Andrade brilha e avança a três finais de aparelhos no Japão
Miriam Jeske/ COB

Rebeca Andrade logo foi destacada pela imprensa internacional como uma das estrelas do Mundial de Kitakyushu. E a brasileira, com sua característica força mental, correspondeu plenamente, ao se se classificar para as finais dos três aparelhos que disputa no Mundial de Kitakyushu, no Japão. Na noite de segunda-feira (pelo horário de Brasília), a ginasta, muito aplaudida pelo público a cada apresentação, registrou a melhor nota no salto sobre a mesa (média de 14,800) e nas paralelas assimétricas (15,100). Na trave, avançou na oitava colocação, com 13,400). É a primeira vez na história que uma ginasta do Brasil se classifica para três finais num mesmo Mundial.

As finais serão disputadas na próxima quinta-feira, a partir das 6h (horário de Brasília), e terão transmissão pelo SporTV.

Rebeca ficou especialmente satisfeita com a bela performance nas paralelas. “Eu até comentei com o Chico (o treinador Francisco Porath) que o meu sonho era tirar 15. Era o nosso sonho. Treinei muito e consegui”.

A campeã olímpica disse que evoluiu bastante no salto, desde a sua chegada a Kitakyushu, por ter conseguido se adaptar ao ginásio. “Consegui me adaptar, sentir o meu corpo. Saltei bem tranquila, com consciência. Na final, preciso estar tão concentrada como estive hoje”.

Na trave, Rebeca se desequilibrou por três vezes. “Você se desequilibra um pouco aqui e ali. Sou humana. Mas, no geral, estou bem feliz”.

Na quinta-feira, caso consiga ao menos duas medalhas, Rebeca já terá alcançado um feito inédito. Nunca um ginasta do Brasil subiu duas vezes ao pódio numa mesma edição de Mundial. “Se vier, vai ser incrível. Vou ficar muito feliz de colocar o meu nome na história mais uma vez”.

RESULTADOS:

SALTO

1ª) Rebeca Andrade (BRA) – 14,800

2ª) Elisabeth Geurts (HOL) – 14,350

3ª) Asia D’Amato (ITA) – 13,816

4ª) Angelina Melnikova (RUS) – 13,783

5ª) Maria Backsay Csenge (HUN) – 13.666

6ª) Natalia Escalera (MEX) – 13.633

7ª) Nancy Taman (EGI) – 13.533

8ª) Ofir Netzer (ISR) – 13.516

PARALELAS ASSIMÉTRICAS

1ª) Rebeca Andrade (BRA) – 15,100

2ª) Xiaouyuan Wei (CHI) 14,733

3ª) Rui Luo (CHI) – 14.500

4ª) Angelina Melnikova (RUS) – 14.466

5ª) Zsofia Kovacs (HUN) – 14.433

6ª) Vladislava Urazova (RUS) – 14.366

7ª) Elisa Iorio (ITA) – 14.183

8ª) Filipa Martins (POR) – 14.133

TRAVE

1ª) Rui Luo (CHI) – 14,566

2ª) Angelina Melnikova (RUS) – 14,033

3ª) Pauline Schaefer-Betz (ALE) – 13,733

4ª) Leanne Wong (EUA) – 13,700

5ª) Iana Vorona (RUS) – 13,633

6ª) Urara Ashikawa (JAP) – 13,533

7ª) Kayla di Cello (EUA) – 13,500

8ª) Rebeca Andrade (BRA) – 13,400

Fonte: CBG

Outras notícias + Lista completa