Carregando...
Time Brasil

No encerramento do Pan do Rio, Brasil fica com a prata na final masculina por equipes

Brasileiros fecham a competição colados nos Estados Unidos e agora focam no Mundial de Ginástica Artística, em Liverpool

No encerramento do Pan do Rio, Brasil fica com a prata na final masculina por equipes
Ricardo Bufolin/CBG

Para encerrar a participação do Brasil no Pan-americano de Ginástica Artística, no Rio de Janeiro, a seleção masculina disputou a final por equipes na tarde deste domingo (17) e apresentou muita constância para terminar com a medalha de prata. Os brasileiros fizeram uma disputa acirrada com os Estados Unidos, que terminaram na primeira colocação, levantaram a torcida na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico, e garantiram uma ótima posição no pódio. O Canadá terminou com o bronze.

 

O Brasil somou 244.234 pontos, contra 245.698 dos americanos. Já os canadenses, terceiros colocados, fizeram 240.034 pontos. O resultado no Rio representou uma evolução do conjunto brasileiro, que para esta competição veio com a formação de Arthur Zanetti, Arthur Nory, Caio Souza, Diogo Soares, Lucas Bittencourt e Patrick Correia (reserva). Para Zanetti, o objetivo é tirar lições e crescer ainda mais tendo como referência o resultado do Pan.

 

“O bom é que a gente consegue ver em quais aparelhos a gente precisa melhorar para chegar nos Estados Unidos. O resultado foi muito bom, a diferença para eles foi pouca. Dá para brigarmos bem nas competições. É continuar trabalhando. O Brasil a cada competição que vai se apresentando vai demonstrando que está ali melhorando. Tem uma nova geração também vindo, novos atletas, e vamos dar trabalho para as grandes potências da ginástica. Eles têm que tomar cuidado pois estamos ali na cola deles”, analisou.



 

O time brasileiro teve como ponte forte a versatilidade de diferentes composições de atletas para cada um dos seis aparelhos -– solo, cavalo com alças, argolas, salto, barras paralelas e barra fixa. Os destaques ficaram com o medalhista olímpico Zanetti, que brilhou mais uma vez nas argolas, e principalmente o generalista Caio Souza. O carioca, que já havia sido campeão do individual-geral deste Pan e conquistou mais quatro medalhas individuais na competição, passou com regularidade e precisão por todos os seis aparelhos da final. Ele, inclusive, foi o que mais chamou o apoio da torcida nas arquibancadas em momentos chave da competição.

 

“O trabalho que estamos fazendo está dando certo. Disputamos com os Estados Unidos, que têm uma equipe magnífica, e estivemos ali representando bem em cada aparelho. Estamos bem felizes com o resultado, eu estou feliz com as minhas medalhas e as dos meus companheiros. O caminho é esse”, ressaltou, comentando sobre a troca com a torcida brasileira.

 

“Eu quis trazer a torcida junto. O campeonato Pan-americano aqui, com público, com a minha família, por que não trazer tudo isso para a gente? Eles deram energia para nós e isso foi magnífico, pois competir aqui é surreal. Fez diferença, pois o povo brasileiro é muito caloroso e a gente, enquanto brasileiro, gosta dessa troca”, completou.

 

O Brasil agora se prepara para o principal compromisso internacional do ano, o Mundial de Ginástica Artística em Liverpool, na Inglaterra, no fim de outubro. Até lá, o mote na seleção é buscar aperfeiçoar ainda mais as séries para chegar forte nas disputas por equipes e individuais.

 

“Acredito que vamos estar mais seguros, porque vamos ter um pouco mais de tempo de preparação. Vamos com faca nos dentes para fazer nossa parte e tentar fazer um bom resultado”, ressaltou Zanetti.

 

Confira o desempenho da seleção masculina por aparelhos:

 

Solo

Diogo Soares 12.433

Caio Souza 13.400

Arthur Zanetti 13.433

 

Cavalo com alças

Diogo Soares 12.167

Caio Souza 13.367

Arthur Nory 12.633

 

Argolas

Lucas Bittencourt 13.133

Caio Souza 13.767

Arthur Zanetti 14.533

 

Salto

Diogo Soares 14.100

Lucas Bittencourt 14.067

Caio Souza 14.567

 

Barras paralelas

Diogo Soares 13.500

Caio Souza 14.367

Lucas Bittencourt 14.067

 

Barra fixa

Diogo Soares 13.600

Caio Souza 14.267

Arthur Nory 12.833

 

Outras notícias + Lista completa