Carregando...
Jogos da Juventude

Medalhistas olímpicos ajudam judoca faixa laranja a garantir bronze de Mato Grosso do Sul nos Jogos da Juventude

Vinícius Pacheco, atleta de menor graduação no combate decisivo da medalha, iniciou no “Arte do Caminho Suave” graças a Tiago Camilo e é inspirado por Leandro Guilheiro

Medalhistas olímpicos ajudam judoca faixa laranja a garantir bronze de Mato Grosso do Sul nos Jogos da Juventude
Washington Alves/COB

As disputas do judô nos Jogos da Juventude Ribeirão Preto 2023 chegaram ao fim nesta sexta-feira (08) com a competição por equipes. Rio de Janeiro venceu São Paulo na decisão (5x3) para levar o ouro. Os bronzes ficaram com Rio Grande do Sul, que derrotou o Paraná, e com o Mato Grosso do Sul, que venceu o Ceará. O grande destaque dos sul-mato-grossenses na conquista da medalha foi o judoca menor graduado entre os que compunham a delegação. Vinícius Pacheco, faixa laranja de 15 anos, começou a praticar judô há pouco mais de dois anos e já foi decisivo.

“Acredito que o destaque da equipe nessa campanha nos Jogos da Juventude foi o Vinícius Pacheco que teve a responsabilidade de definir os dois últimos combates, contra o Mato Grosso na repescagem que nos garantiu na disputa do bronze e contra o Ceará, que garantiu nosso lugar no pódio”, analisou Diogo Rocha, um dos treinadores da equipe, ao lado de Camila Gebara Yamakawa.

“Fico muito feliz de representar o meu estado numa competição tão grande como essa. É só agradecer a todos que me ajudaram nessa conquista. Ter todo o Mato Grosso do Sul torcendo para gente é muito legal, é uma motivação diferente. Aqui na competição ouvi a galera gritando meu nome na arquibancada foi emocionante”, disse Vinícius, de 15 anos.