Carregando...
Comissão de Atletas

Encerrado 2º Fórum das Comissões de Atletas do Movimento Olímpico Brasileiro

Nesta sexta-feira, 19, representantes dos atletas tiveram apresentações sobre Comunicação, encerramento do Ciclo 2020, perspectivas para Paris 2024 e resolução de problemas na CACOB

Encerrado 2º Fórum das Comissões de Atletas do Movimento Olímpico Brasileiro
Luciano Belford/COB

Com apresentações sobre Comunicação, Marketing, “Cultura e Valores Olímpicos”, o encerramento do Ciclo 2017-2020, as perspectivas para Paris 2024 e resolução de problemas na Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil (CACOB), chegou ao fim o 2º Fórum das Comissões de Atletas do Movimento Olímpico Brasileiro. A edição de 2021 do evento, realizado pelo COB, reuniu representantes de atletas de 30 Confederações, num total de 42 membros de Comissões presencialmente. Todo o evento foi transmitido para os que não puderam estar presentes.

“Esse segundo dia veio para coroar o Fórum. É a segunda edição, mas a primeira presencial, um desafio para todos os envolvidos. Esse desfecho com a dinâmica, em que efetivamente nossos integrantes da CACOB estão se integrando com os representantes das Comissões das Confederações, em que eles trazem pontos positivos, mas também problemas que passam e que, com certeza, nós da CACOB já vivemos e podemos auxiliar na resolução de uma maneira mais próxima, chamando a atenção para a força que eles têm como Comissão”, disse Fabiano Peçanha, vice-presidente da CACOB.

Manoela Penna, diretora de Comunicação e Marketing do COB, e Christian Dawes, gerente de Comunicação, abriram o dia de palestras como uma apresentação detalhando a relação dos atletas com a imprensa, o bom uso das redes sociais, plataformas próprias do COB, Canal Olímpico do Brasil, a transmissão proprietária do Jogos Pan-americanos da Juventude Cali 2021 e detalharam as operações de imprensa do Time Brasil nos Jogos Tóquio 2020.

Na sequência, Jorge Bichara, diretor de esportes, detalhou todo o trabalho para o Ciclo Tóquio 2017-2020 que culminou com a melhor campanha da história do Brasil em Jogos Olímpicos, com 21 medalhas, sendo sete de ouro, seis de prata e oito de bronze. Também falou sobre as perspectivas do país para Paris 2024 e os desafios de um ciclo olímpico de apenas três anos.

Fechando o segundo dia de Fórum, Yane Marques, medalhista olímpica e presidente da Comissão de Atletas do COB, explicou o processo de resolução de problemas dentro da CACOB e apresentação de casos práticos que os 25 membros eleitos em 2020 tiveram que enfrentar ao longo do primeiro ano do mandato. Os participantes também tiveram problemas a resolver numa dinâmica que mobilizou todos os envolvidos e, certamente, despertou a atenção dos atletas para a criação de processos em suas próprias Comissões.

“O saldo é excelente, cumpriu com todas as expectativas. Eram duas ideias principais: a integração entre o CACOB e as Comissões das Confederações; e a capacitação porque só através do conhecimento é que eles vão ficar mais fortes, que é uma das nossas missões. Conseguimos com certeza atingir esses objetivos”, completou Fabiano.

O 2º Fórum das Comissões de Atletas do Movimento Olímpico Brasileiro começou na tarde desta quinta, 18, e contou com uma série de apresentação. A CACOB apresentou seus integrantes, como funcionam as reuniões e a organização da entidade, a “Missão, Visão e Valores” da entidade, as ações que foram realizadas, dentre outras coisas. Em seguida, o diretor-jurídico do COB, Luciano Hostins, apresentou a palestra Comissão de Atletas e seus Direitos, mais especificamente sobre o Artigo 18-A da Lei 9615/98, a Lei Pelé. A última apresentação do primeiro dia ficou a cargo de Nelson Valsoni, Compliance Officer do COB, que deu uma visão geral do programa de Compliance, que trata da conduta ética nas relações, os canais para relatar desvios, os processos e consequências. 

1 de 9
Outras notícias + Lista completa