Carregando...
Tóquio 2020

Em sua 7ª participação olímpica, Jaqueline Mourão se despede de Tóquio 2020

Brasileira, que ficou em 35ª lugar, retornou ao ciclismo MTB para disputar os Jogos de verão; agora ela foca em Pequim 2022

Em sua 7ª participação olímpica, Jaqueline Mourão se despede de Tóquio 2020
Divulgação

Mais uma capítulo de uma rica história olímpica foi escrita. Nesta terça-feira, 27, Jaqueline Mourão disputou a prova individual feminina do cross country olímpico (XCO) do ciclismo mountain bike, terminando na 35ª colocação e encerrando sua participação nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, a sétima dela, contando Jogos de Verão e Inverno. Para atleta o contexto totalmente diferente das demais por causa da pandemia, deu um gosto especial à Olimpíada do Japão.

"Foi tudo muito diferente por causa da pandemia. Mas eu tenho esperança de que todos unidos podemos fazer ummundo melhor. A preparação não foi a ideal, tivemos muito contratempos, tivemos que parar de treinar. Todos que estão aqui representam a esperança e o que é o Olimpismo: lutar e representar da melhor maneira possível. Feliz que Tóquio 2020 ocorreu e que todos os atletas puderam realizar seu sonho de estar nos Jogos Olímpicos", disse a ciclista.

Jaqueline foi a primeira brasileira a competir no mountain bike, que fez sua estrea em Atenas 2004. E, ao se classificar para Turim 2006, tornou-se a primeira atleta do país a competir nos Jogos de Verão e de Inverno. Agora, se prepara para os Jogos de Inverno Pequim 2022, onde tem grandes chances de se classificar para o esqui cross country. A prova desta terça foi considerada um grande desafio para a mineira.

"Foi a prova mais desafiadora da minha carreira, circuito num outro nível, muito técnico, exigência de atenção o tempo todo. Me preparei muito para essa prova. Estou com o ombro lesionado, então, foi um grande desafio. Estou feliz com a minha parte técnica. Senti a respiração e não consegui entrar no ritmo da prova. Mas minha 7ª participação olímpica, fazendo história, está fechando um ciclo muito bonito de 30 anos no mountain bike. Fico feliz de encerrar em Tóquio esse momento da minha vida. Dei tudo que eu pude e queria agradecer a todos pela torcida, pelo carinho. Minha volta ao MTB foi muito importante para mim e muito feliz de poder representar meu país mais uma vez", afirma emocionada a atleta.

Outras notícias + Lista completa