Carregando...
Time Brasil

Em live especial sobre Outubro Rosa, ginecologista das atletas olímpicas do Brasil lembra: “Prevenção salva vidas”

A médica Tathiana Parmigiano falou sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e deu dicas


Compartilhe
Em live especial sobre Outubro Rosa, ginecologista das atletas olímpicas do Brasil lembra: “Prevenção salva vidas”
Instagram Time Brasil

Durante este mês, diversos países do mundo abraçam a campanha do Outubro Rosa, que tem o objetivo de alertar a população sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. Em uma live especial no Instagram do Time Brasil, nesta quarta-feira, dia 14, a Dra Tathiana Parmigiano, especialista em Ginecologia do Esporte que presta serviços ao COB, falou sobre a campanha, explicou a doença e deu dicas que podem ajudar a salvar vidas (veja a lista abaixo). 

+ ÍNTEGRA: Assista à live com a Dra Tathiana Parmigiano

“Estou feliz que vejo muitos homens na live. É importantíssimo que todos saibam sobre o assunto. O câncer de mama é o tumor que mais mata mulheres em nosso país. Ele depende do hormônio estrogênio, que é um dos principais hormônios femininos. Mas vale lembrar que os homens também têm câncer de mama, em menor incidência, mas também ocorre”, disse a médica durante a conversa, onde respondeu perguntas feitas pelo público.  

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), 60 mil novos casos são descobertos a cada ano no Brasil. Os homens também podem ser acometidos pelo câncer de mama, de forma mais rara, representando apenas 1% do total de casos. Durante o bate-papo a ginecologista contou que o conhecimento do próprio corpo pode ajudar na detecção dessa e de outras doenças, mas que a mamografia é o exame a ser feito. 

“Qual a importância da mamografia e do autoexame? Os dois permitem que a gente faça um diagnóstico precoce. O câncer de mama tem cura, isso é muito importante saber. Então é imprescindível que a gente faça exames de rotina e nenhum exame substitui a mamografia. Conheça a sua mama, tenha contato com ela. Entenda que você vai ser a pessoa mais importante para perceber algo na sua mama. A orientação é que evite fazer o autoexame durante a menstruação, as vezes a mama fica mais sensível, alguns nódulos podem ficar mais palpáveis e pode apenas ser uma transição do ciclo.”, alertou a médica que continuou: “A ideia do Outubro Rosa não é que todas as mulheres façam seus exames apenas neste mês. Os cuidados devem ser o ano inteiro.” 

Aqui estão algumas das dicas compartilhadas pela Dra. Tathiana Parmigiano durante a live no Instagram do Time Brasil:

1. Conheça sua mama. Olhe no espelho e veja se os mamilos estão alinhados. 

2. Eleve seus braços. Veja se alguma área retrai (“fica repuxada”) ou se abaúla (“fica saltada”).

3. Coloque um braço atrás da cabeça e com a outra mão, palpe sua mama. Veja se sente algo diferente. Repita com a outra e compare. Isso pode te ajudar.

4. Se você tem mais de 40 anos, faça a mamografia todo ano.

5. Se sua mãe, irmã ou filha tiveram câncer de mama ou de ovário, avise ao seu médico. Ele pode ter que pedir esse exame antes dos 40 anos.

6. Se tiver filhos, tente amamentar o tempo que for. O desenvolvimento final das glândulas mamárias acontece na amamentação e isso pode te proteger do câncer de mama.

7. Se algo sair do seu mamilo, principalmente sem você apertar, procure um ginecologista ou um mastologista. 

8. Pratique exercício físico. Os estudos mostram que isso pode te ajudar na prevenção do câncer de mama.

9. Alimente-se bem. Evite o excesso de comidas gordurosas, carne vermelha e o uso excessivo de álcool. Esses componentes e a obesidade (principalmente na pós-menopausa) também estão associados ao maior risco da doença.

10.Todo nódulo endurecido e ou persistente precisa ser investigado. Procure seu médico!


Outras notícias + Lista completa
Patrocinadores Olímpicos Mundiais
Patrocinadores Oficiais
Apoiadores Oficiais
Parceiros Oficiais
Fornecedores Oficiais
Recursos das Loterias Federais