Carregando...
Tóquio 2020

COB traz consultor internacional e organiza campings de atletismo rumo a Tóquio 2020

Multicampeão, o norte-americano Loren Seagrave vem desenvolvendo um trabalho com os principais velocistas e barreiristas do país


Compartilhe
COB traz consultor internacional e organiza campings de atletismo rumo a Tóquio 2020
Rafael Bello/COB

A temporada 2020 começou em alta velocidade para o atletismo brasileiro. Na última semana, entre 13 e 17 de janeiro, os melhores velocistas e barreiristas do país, como Alison dos Santos, Paulo André e Vitória Rosa, acompanhados de seus treinadores, estiveram reunidos no Rio de Janeiro para um camping de treinamento com o norte-americano Loren Seagrave, consultor do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e uma das maiores referências no atletismo mundial.

“Precisamos de alguém que nos traga novas informações, e o Loren está dando um upgrade no nosso conhecimento. Nós já tínhamos a parte científica, mas não a prática”, afirma Carlos Alberto Cavalheiro, Coordenador Técnico-científico no Laboratório Olímpico e responsável pela Análise de Desempenho e Atletismo no COB.

“Estive com esses atletas em novembro do ano passado, em Bragança Paulista (SP), quando filmamos os treinos de velocidade e os trabalhos técnicos. Agora, nos reunimos novamente, vi evolução e pudemos refinar este trabalho. Dessa vez, ainda fizemos vários testes e avaliações no Laboratório Olímpico e, com estas informações, poderemos melhorar ainda mais em fevereiro”, explica Loren Seagrave, referindo-se ao próximo camping, que vai acontecer em Chula Vista, na Califórnia (EUA).

Dentro do planejamento desenvolvido pelo COB e pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), os velocistas e barreiristas brasileiros têm passado cada vez mais tempo juntos, de 80 a 90 dias por ano, no atual ciclo olímpico. O objetivo é claro: fazer com que eles participem do maior número de treinamentos e competições possível.


Com o auxílio de Seagrave, que já treinou os campeões olímpicos Donovan Bailey (Canadá), Pauline Davis (Bahamas), Justin Gatlin (EUA) e Lashawn Merritt (EUA), entre tantos outros, as perspectivas são ainda mais animadoras.

“O Loren é considerado um dos melhores treinadores do mundo na velocidade. Às vezes, ele consegue enxergar o que as pessoas não veem. Nos 100m rasos, a margem de erro tem que ser mínima, e ele é muito bom nos detalhes. Isso faz toda a diferença”, diz Paulo André, campeão do Mundial de Revezamentos Yokohama 2019, que treinou para o 4x100m com Derick Souza, Jorge Vides, Erick Cardoso e Felipe Bardi.

“Tenho treinado com ele não só a parte técnica, mas a física também. Como a nossa prova é decidida nos milésimos de segundo, acho que é muito importante ter o Loren conosco. Estou bem animada e confiante para disputar os Jogos Olímpicos pela quarta vez”, complementa Rosângela Santos, medalhista de bronze nos 4x100m em Pequim 2008. 

A empolgação com os campings não se resume aos atletas. O próprio Seagrave tem mostrado entusiasmo e confiança com o trabalho. 

“Vejo que os atletas e treinadores estão com a mente aberta, aderindo ao nosso conceito. Você verá alguns desses velocistas brigando por finais em Tóquio 2020. A performance dos meninos do 4x100m no Mundial de Doha (37s72) foi absolutamente fenomenal. Agora, o ponto-chave é correr um pouquinho mais rápido: se eles melhorarem 0.1s, poderão brigar pela medalha de ouro”, diz.

Além dos atletas já mencionados, participaram do treinamento no Rio de Janeiro: Aldemir Gomes, Eduardo de Deus, Gabriel Constantino e Márcio Teles, fora os treinadores Carlos Camilo de Oliveira, Darci Ferreira da Silva, Evandro Lazari, Felipe Siqueira, Renan Mota e Vânia Maria da Silva.

+ COB apoia seleção feminina de basquete na preparação para o Pré-Olímpico de basquete


Outras notícias + Lista completa
Patrocinadores Olímpicos Mundiais
Patrocinadores Oficiais
Apoiadores Oficiais
Parceiros Oficiais
Fornecedores Oficiais
Recursos das Loterias Federais