Carregando...
COB

COB lança Política de Equidade de Gênero para incentivar ambiente livre de discriminação

Documento é uma das ações da Comissão Mulher no Esporte da entidade e traça 20 diretrizes a serem colocadas em prática através de um plano de trabalho

COB lança Política de Equidade de Gênero para incentivar ambiente livre de discriminação

O Comitê Olímpico do Brasil publicou nesta terça-feira, 23/05, a sua Política de Equidade de Gênero (PEG). O documento, uma das ações da Comissão Mulher no Esporte do COB, traça 20 diretrizes norteadoras para a entidade, que devem ser colocadas em prática através de um plano de trabalho. Os objetivos da PEG são promover um ambiente institucional sem discriminação de gênero, fomentar o entendimento comum sobre questões relativas ao tema e boas práticas em prol da equidade, e incentivar e apoiar a promoção da mulher no ambiente de trabalho e no esporte em todos os níveis e estruturas.

“A valorização do papel da mulher no esporte é um dos focos do nosso trabalho. A criação da Comissão está impulsionando ações nesse sentido como o I Fórum sobre o tema e a execução do Programa de Desenvolvimento do Esporte Feminino. A Política de Equidade de Gênero joga luz sobre pontos em que podemos aprimorar dentro da própria entidade e já se desdobrou em um plano de trabalho que irá avançar ainda em 2023”, disse Isabele Duran, diretora financeira e membro da Comissão da Mulher no Esporte do COB.

Entre os documentos consultados para a elaboração da PEG estão Carta Olímpica, o IOC Gender Equality Report (2018), o Women’s Empowerment Principles, o Guidelines for Gender-Responsive sports organizations ONU Women (2021), o IOC Framework Fairness Inclusion no discrimination e o “Princípios de Empoderamento das Mulheres - ONU Mulheres (2016)”, dentre outros.

A ideia é que a Política possa chegar a pessoas físicas e Jurídicas que compõem os poderes do COB, atletas, equipes técnicas e multidisciplinares, conselheiras(os), diretoras(es), colaboradoras(es), estagiárias(os), aprendizes, voluntárias(os) em instalações do COB ou durante a participação em viagens, missões e eventos liderados pelo Comitê.

“O COB, como líder do Movimento Olímpico no país, tem a responsabilidade de ser exemplo. A Política de Equidade de Gênero reafirma o compromisso permanente da entidade em contribuir para a valorização e o empoderamento das mulheres. Queremos contribuir para a eliminação de todas as formas de desigualdade e discriminação no ambiente interno de trabalho e nas demais instituições ligadas ao esporte brasileiro”, completou Paulo Wanderley.

A Política de Equidade de Gênero pode ser consultada neste link: https://www.cob.org.br/pt/documentos/download/61675dfb0ad46/

Outras notícias + Lista completa