Carregando...
Jogos da Juventude

Inspirados em Caio Bonfim, primeiros campeões da marcha atlética fazem história nos Jogos da Juventude

Atletas do Espírito Santo e Paraná celebram conquista em estreia da prova no evento para atletas de até 17 anos

Inspirados em Caio Bonfim, primeiros campeões da marcha atlética fazem história nos Jogos da Juventude
Luiza Moraes/COB

Principal nome brasileiro da história da marcha atlética e um dos maiores destaques do atletismo na atualidade, Caio Bonfim vem fazendo escola pelo Brasil. Pela primeira vez no programa dos Jogos da Juventude, a prova consagrou, neste sábado (2), seus campeões: Maria Luiza Jaime, do Paraná, e Davi Gabriel da Silva, do Espírito Santo.

E é justamente Caio Bonfim a inspiração da dupla. Medalhista de bronze no Mundial de 2023, disputado em agosto, o marchador de Brasília (DF) é o ídolo que não sai da cabeça dos jovens que levaram o ouro na estreia na prova, disputada em Pirassununga (SP), subsede dos Jogos da Juventude Ribeirão 2023. 

“Vejo o Caio como uma grande inspiração pra mim. Me inspiro muito nele para chegar onde ele chegou. Caio começou de baixo, como eu, e foi treinando, evoluindo mais e mais e é um dos melhores do mundo”, disse Davi, de apenas 15 anos, que venceu os 5.000m da prova masculina com o tempo de 25m28s33.

Já Maria venceu os 3.000m da prova feminina com a marca de 16m15s04. Aos 17 anos, ela sonha com o reconhecimento maior da prova pelos brasileiros e acredita que o desempenho dos principais atletas do país contribui e muito para visibilidade do esporte.