Carregando...
Comissão de Atletas

CACOB realiza Fórum das Comissões de Atletas do Movimento Olímpico Brasileiro

Encontro reuniu 42 representantes dos atletas no Rio de Janeiro para debate sobre questões como direitos e deveres, comportamento das redes sociais e Compliance, entre outras

CACOB realiza Fórum das Comissões de Atletas do Movimento Olímpico Brasileiro
Luciano Belford/COB

A Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil (CACOB) abriu nesta quinta-feira, 18/11, o II Fórum das Comissões de Atletas do Movimento Olímpico Brasileiro. O evento realizado pelo COB reuniu 42 representantes dos atletas de 30 Confederações Nacionais de esportes olímpicos e contou com a presença do presidente da entidade, Paulo Wanderley, e com o diretor-geral e campeão olímpico, Rogério Sampaio. Outros membros das Comissões de Atletas tiveram a oportunidade de acompanhar a reunião virtualmente. O Fórum tem como objetivo a troca de informações e o fortalecimento da representação dos atletas na gestão esportiva.

“Teremos mais um ciclo de muito trabalho, movido por um desejo enorme de participar de muitos momentos de conquistas e crescer ainda mais como representante dos atletas. Formamos um grupo pequeno, mas que tem a grande responsabilidade de ser voz. Por isso, temos que estar muito embasados sobre nossos direitos, deveres, competências e responsabilidades, bem como sobre quais caminhos seguir, atuando sempre de maneira ética em prol do segmento mais importante do esporte e do Movimento Olímpico – os atletas”, disse Yane Marques, medalhista olímpica e presidente da Comissão de Atletas do COB. “O amadurecimento dessas Comissões é fruto do trabalho junto ao COB nos últimos anos. A gente precisa viver esses momentos para construir juntos e dar, cada vez melhor, a nossa contribuição pra o esporte. Vamos desfrutar desse Fórum que foi feito por nós e pra nós”.

“O quórum desse Fórum mostra que estamos unindo discurso e prática. Sempre tivemos a fala de envolver os atletas, de participar, de interagir e isto está acontecendo. O esporte brasileiro está numa caminhada de boa administração, de boas práticas de governança que não tem mais retrocesso. Cada vez mais compartilhando as nossas vontades e interesses em prol do desenvolvimento do esporte do Brasil com os membros da CACOB e das CAs das Confederações. Não estamos acima e nem abaixo, estamos lado a lado. Essa é a minha visão. Se erramos, erramos todos. Se acertamos, acertamos todos. Vim com o objetivo de abrir mais espaço e o resultado prático está aí, disse o presidente Paulo Wanderley Teixeira.

O evento começou na tarde desta quinta e contou com uma série de apresentação. A CACOB apresentou seus integrantes, como funcionam as reuniões e a organização da entidade, a “Missão, Visão e Valores” da entidade, as ações que foram realizadas, dentre outras coisas. Em seguida, o diretor-jurídico do COB, Luciano Hostins, apresentou a palestra Comissão de Atletas e seus Direitos, mais especificamente sobre o Artigo 18-A da Lei 9615/98, a Lei Pelé. Nelson Valsoni, Compliance Officer do COB, deu uma visão geral do programa de Compliance, que trata da conduta ética nas relações, os canais para relatar desvios, os processos e consequências, finalizando o dia.

“Sempre muito importante estar por dentro e atualizado em relação aos nossos direitos e deveres como atleta, não só pensando no presente, mas também no futuro. Se hoje temos esses direitos foi porque alguém já brigou pela gente antes. Agora chegou o momento de nos atualizarmos para melhorar a situação no presente e para construirmos algo para as próximas gerações também”, disse a campeã olímpica e integrante da Comissão de Atletas da CBJ, Rafaela Silva.

“O Fórum está sendo uma excelente oportunidade para nos capacitar e entender o potencial da nossa atuação - inclusive previsto por lei - dentro das Confederações, através das Comissões de Atletas. Para mim, na minha primeira gestão como membro e como presidente do Conselho de Atletas da CBVela, é uma experiência imprescindível”, disse a velejadora Gabriela Nicolino.

O Fórum das Comissões de Atletas do Movimento Olímpico Brasileiro - Edição 2021 chega ao fim nesta sexta, 19/11, com uma apresentação do diretor de esportes, Jorge Bichara, sobre o “Encerramento do Ciclo 2017-2020 e as Perspectivas Jogos Olímpicos Paris 2024”. Por fim, os integrantes da Comissão de Atletas do COB falarão sobre o “Processo de resolução de problemas dentro da CACOB” e farão uma apresentação de casos práticos que foram enfrentados durante o primeiro ano de atuação dos representantes eleitos para o ciclo Paris 2024.

A CACOB - A formação do quarto colegiado da CACOB foi histórica em vários aspectos, desde o começo. Pela primeira vez todos os integrantes da CACOB foram escolhidos por voto. Nada menos que 374 atletas votaram, mais que o dobro da participação registrada em 2016, para escolher 25 representantes entre 62 candidatos, um outro recorde.

Os integrantes da CACOB são Yane Marques (pentatlo moderno), presidente; Fabiano Peçanha (atletismo), vice-presidente; Diogo Silva (taekwondo); Poliana Okimoto (desportos aquáticos); Gustavo Guimarães (desportos aquáticos); Rodrigo Santana (vôlei); Eduarda Amorim (handebol); Adriana Aparecida da Silva (atletismo); Beatriz Futuro (rugby); Thiagus Petrus (handebol); Lucas Duque (rugby); Fernanda Ferreira (remo); Iziane Marques (basquete); Francisco Barretto Júnior (ginástica); Edson Bindilatti (desportos no gelo); Bárbara Seixas (vôlei); Juan Nogueira (boxe); Emerson Duarte (tiro esportivo); Arthur Zanetti (ginástica); Ana Sátila (canoagem) e Jaqueline Mourão (ciclismo/esqui) entre os que disputaram alguma das últimas duas edições de Jogos Olímpicos de Verão ou Inverno. E Hortência Marcari (basquete); Jefferson Sabino (atletismo); Clodoaldo Lopes do Carmo (atletismo); e Joana Cortez (tênis) entre os atletas que competiram em Jogos anteriores a Londres 2012.

A Comissão de Atletas tem 13 homens e 12 mulheres. Existiu um recorte para garantir a equidade de gênero entre os eleitos, já que foram escolhidos os 10 homens e 10 mulheres mais votados, além do campeão de votos (Diogo Silva), entre os atletas que participaram das últimas edições de Jogos, e os dois homens e duas mulheres mais votadas entre os esportistas que participaram de Jogos anteriores a 2012. Houve também um limite máximo de dois atletas por Confederação entre os atletas que tenham participado de Londres 2012, Sochi 2014, Rio 2016 e/ou PyeongChang 2018 e também de dois atletas por Confederação entre os quatro que tenham participado exclusivamente de Jogos anteriores a Londres 2012. Assim, 16 das 35 Confederações Olímpicas estão representadas na CACOB.  

1 de 7
Outras notícias + Lista completa