Carregando...
Rosário 2022

Terceira e última ‘onda’ de atletas brasileiros embarca para disputa de Rosário 2022

Campeã olímpica Ana Marcela Cunha e o treinador Fernando Possenti, das maratonas aquáticas, conversaram com os 120 atletas de 12 modalidades na concentração, no CT do COB

Terceira e última ‘onda’ de atletas brasileiros embarca para disputa de Rosário 2022
Rafael Bello/COB

É o começo do fim! Nesta terça-feira, 03/05, embarcam para a Argentina os últimos 120 atletas do Time Brasil que competirão nos Jogos Sul-americanos da Juventude Rosário 2022. Os representantes do atletismo, badminton, boxe, ciclismo, esgrima, futsal, handebol de praia, hóquei, levantamento de peso, patinação velocidade, skate e triatlo participaram de uma série de atividades durante a concentração no Centro de Treinamento do Comitê Olímpico do Brasil (COB), no Rio de Janeiro, que culminaram com um bate-papo com a campeã olímpica Ana Marcela Cunha e com o treinador dela, Fernando Possenti, das maratonas aquáticas.

“Estaremos aqui torcendo por eles e já acompanhando porque são a geração de 2028, 2032. Desde os 14 ou 15 anos, eu já estava em seleção principal, não tive esse tipo de experiência. Então, é bom para eles entender que é um processo, que tem que se dedicar e aproveitar esse momento”, contou Ana Marcela.

Para a campeã olímpica que não teve a oportunidade de viver uma experiência como essa, foi gratificante poder passar um pouco do que aprendeu ao longo dos anos para os jovens. Dos 230 atletas de até 18 anos que farão parte da delegação brasileira, em torno de 50% deles farão a sua primeira viagem internacional.

“Fico muito feliz de ter essa oportunidade de falar com eles. É a primeira vez de muitos deles no Time Brasil, primeira viagem internacional, e alguns podem sentir o impacto disso. Mostrar como é a realidade é muito importante, é um diferencial que o COB consegue dar, já acostumando eles com essa vivência, para que eles possam viajar, aproveitar o momento, mas também competir bem”, completou a nadadora baiana.

“O bate-papo com a Ana Marcela foi muito interessante, dá um gás escutar uma pessoa com tanta história, tanta coisa para falar. Vou para a competição muito motivado. É um dia que vou levar para sempre, está gravado na minha cabeça. Ela falou muitas coisas que vão nos ajudar a evoluir bastante”, disse Adrian Cristian Oliveira, do arremesso do peso.

Além da conversa com Ana Marcela e Possenti, o evento de concentração teve palestras e atividades com assuntos relevantes, principalmente para os jovens, como educação e prevenção ao doping, esporte antirracista, história e valores olímpicos, além de aulas práticas de prevenção de lesões, dinâmicas de preparação mental e um bate-papo com a saúde da mulher atleta com ginecologista esportiva Tathiana Parmigiano. A programação é semelhante ao que os atletas da primeira onda tiveram. Ainda houve um segundo grupo indo separadamente para Rosário com atletas de judô e karatê, no último dia 30.

“Foi uma experiência e uma oportunidade muito incrível. São coisas que vou levar para minha vida toda. Queria agradecer a todos que deram essa oportunidade para a gente. Quero repassar o que aprendi para outras pessoas e buscar esse sonho de ser campeã olímpica também. Representar o Brasil é muito gratificante, mas também é uma responsabilidade. Esse papo é muito motivador”, disse Kimberly Cristiny Assis, atleta do lançamento do martelo.

Quase todos os esportes no pódio em Rosário
A primeira parte da delegação a chegar à Argentina, com atletas de 11 modalidades, já se despediu dos Jogos Sul-americanos da Juventude. A “primeira onda” foi responsável pela conquista de 89 medalhas para o Brasil, sendo 38 de ouro, 27 de prata e 24 de bronze, e a liderança no quadro geral da competição. Até o momento todas as modalidades, exceto o tênis, subiram ao pódio para o país. Somente no último dia de disputas foram 22 medalhas (10 ouros, seis pratas e seis bronzes).

Ao todo, o Brasil contará com 230 atletas de até 18 anos em 26 modalidades em Rosário 2022: atletismo, badminton, basquete 3x3, boxe, ciclismo, escalada esportiva, esgrima, futsal, ginástica artística, handebol de praia, hóquei na grama, judô, karatê, levantamento de pesos, natação, patinação artística, patinação velocidade, rugby, skate street, taekwondo, tênis, tênis de mesa, tiro com arco, triatlo, vôlei de praia e wrestling. A terceira edição dos Jogos Sul-americanos da Juventude reunirá até o próximo domingo, 08 de maio, 2.500 atletas de 15 países do continente, com todas as disputas no Parque da Independência.

Outras notícias + Lista completa