Carregando...
COB

COB anuncia dois primeiros nomes que farão parte do programa Vivência Olímpica em Paris 2024

Taiane Justino, do levantamento de peso, e Ryan Kainalo, do surfe, estarão na delegação brasileira nos Jogos Olímpicos ao lado de outros dez jovens atletas

COB anuncia dois primeiros nomes que farão parte do programa Vivência Olímpica em Paris 2024
Taiane Justino e Ryan Kainalo durante o evento. Foto: Alexandre Loureiro/COB

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou nesta quarta-feira, 17, durante o evento comemorativo de 100 dias para os Jogos Olímpicos Paris 2024, os dois primeiros nomes que farão parte do programa Vivência Olímpica: Taiane Justino, de 20 anos, do levantamento de peso, e Ryan Kainalo, de 18 anos, do surfe. 

O grande objetivo do Vivência Olímpica é permitir que atletas jovens, com potencial de evolução e protagonismo em Los Angeles 2028 e Brisbane 2032, possam viver o ambiente dos Jogos Olímpicos de forma antecipada, sem estarem classificados para essa edição. Assim, Taiane, Ryan e outros dez nomes, que ainda serão divulgados, farão parte da delegação do Time Brasil em Paris. 

Os atletas serão seis homens e seis mulheres, divididos em dois grupos. Cada um deles ficará metade do período dos Jogos na França. Todos participarão de diversas ações voltadas especificamente ao programa.

"O programa sempre teve muito sucesso e é aguardado por todos. A escolha dos atletas envolve uma análise de vários fatores. São atletas que já vêm apresentando um desempenho nas categorias de base. É muito bom perceber como teve essa conexão, de atletas de sucesso que participaram desse programa no passado. Faz muita diferença para os atletas ter essa vivência de fato. Construir essa vontade dentro deles, facilita que eles sigam percorrendo esse sonho e cheguem mais preparados, sabendo o que espera por eles", disse Kenji Saito, diretor de Desenvolvimento e Ciências do Esporte, área responsável pelo programa. 

Taiane tem sido um dos grandes destaques do levantamento de peso brasileiro nos últimos tempos. Ano no passado, ela terminou na terceira posição do Mundial Junior da modalidade. Neste ano, na Copa do Mundo já da categoria adulta, foi nona colocada e quebrou dez recordes brasileiros e sul-americanos na competição. 

"Não acreditei quando recebi a notícia. Estou muito feliz por essa chance, com certeza serão experiências incríveis. Vou aprender muitas coisas, vou me jogar nessa vivência. Se Deus quiser um dia estarei nos Jogos Olímpicos competindo", falou Taiane.

Já Ryan surge como um dos grandes nomes da nova geração do surfe brasileiro. Entre suas principais conquistas estão o título mundial júnior de 2023. 

"Foi muito importante, não esperava por isso. Essa vivência com certeza vai transformar nossas vidas. Tenhos certeza que vai ser uma experiência incrível. Vou aproveitar o máximo disso para minha carreira. Vou tentar viver cada momento com muito prazer", disse Rayan.

O programa Vivência Olímpica teve sua primeira edição em Londres 2012, com 16 atletas, seguido do Rio 2016, representado por 20 talentos, mas foi cancelado para os Jogos de Tóquio em função da pandemia do coronavírus.

Nomes como Rebeca Andrade, Isaquias Queiroz, Thiago Braz, Martine Grael, Bia Ferreira, Felipe Wu, além de Hugo Calderano, Duda e Ana Patrícia, entre outros, passaram pelo programa. A rotina em Paris 2024 incluirá visitas à Vila Olímpica, bases do Time Brasil, locais de treinamento, acompanhamento de competições, além de palestras com embaixadores, atletas e treinadores olímpicos. 

Outras notícias + Lista completa