Carregando...
COB

De volta às atividades, Time Brasil encara treinamentos em Portugal como pré-temporada

Controle das cargas dos treinos é uma das principais preocupações do COB e dos treinadores


Compartilhe
De volta às atividades, Time Brasil encara treinamentos em Portugal como pré-temporada
Alexandre Castelo Branco/COB

As seis modalidades que estão em Portugal participando do início da Missão Europa já estão em atividade. Nesta segunda-feira, 20, quatro delas – boxe, judô, nado artístico e natação – treinaram no Rio Maior Sports Centre, enquanto a ginástica artística e a rítmica foram para o ginásio em Sangalhos.

O semblante dos atletas é de total felicidade, apesar do cansaço registrado ao final dos treinos (o que é totalmente compreensível após quatro meses de inatividade). Outra semelhança entre eles está no discurso. Todos veem a oportunidade como um recomeço.

“É praticamente uma pré-temporada. Ainda não sabemos como vai ser quando o Circuito Mundial voltar, então para nós está sendo um reinício de treinamento. Estou feliz de poder voltar a treinar e ter toda essa estrutura disponível. A Europa está em outro momento, então está sendo muito proveitoso para nós”, diz Rafael Silva, o “Baby”, medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos Londres 2012 e no Rio 2016.

+ GALERIA DE FOTOS: Rio Maior Centre

Para a coordenadora médica do COB, Ana Carolina Côrte, a situação é inédita para todos os envolvidos no esporte olímpico, pois não há um grande evento esportivo ou calendário de competições definidos no curto prazo.

“Esta é uma missão diferente, uma grande pré-temporada para várias modalidades. Você não está chegando para competir, com o atleta já bem preparado. É o retorno deles, o que requer alguns cuidados, além da pandemia que estamos vivendo”, explica.

O controle de cargas dos treinamentos é outra preocupação das comissões técnicas e do COB, pois muitos destes atletas estavam há muito tempo sem fazer gestos específicos de suas modalidades. Para prevenir lesões, os técnicos vão dosar a intensidade dos treinamentos, sobretudo nas primeiras atividades. É o que tem feito Twila Cremona, treinadora da seleção brasileira de nado artístico.

“Vamos observar as meninas um dia após o outro, como será a recuperação delas. Aí então poderemos saber quando terão uma perspectiva de voltar ao auge físico. Fiz um planejamento de treino, mas vou adaptar o volume ao longo dos dias. Preciso ver como elas vão responder, pois são corpos diferentes. Nosso trabalho ainda será muito individualizado”.

Nesta terça-feira, 21, todos encaram mais um trabalho em período integral, revezando-se entre treinos técnicos e físicos. A exceção é o judô, que treina pela manhã no CT de Rio Maior e, à tarde, viaja para Coimbra, onde permanecerá até o fim da Missão Europa.


VEJA TAMBÉM

+MISÃO EUROPA: Seleção de judô é liberada e faz o primeiro treino do Time Brasil em Portugal

Outras notícias + Lista completa
Patrocinadores Olímpicos Mundiais
Patrocinadores Oficiais
Apoiadores Oficiais
Parceiros Oficiais
Fornecedores Oficiais
Recursos das Loterias Federais