Cassius Duran arrisca novos saltos nos Jogos Escolares da Juventude Natal 2013

Contratado pelo COB, o atleta participa de seu primeiro evento nacional trabalhando fora das piscinas


13/09/2013 11:47

 

Apesar de se tratar de uma competição para crianças de 12 a 14 anos, um veterano de 34 também faz sua estreia nos Jogos Escolares Natal 2013. Contratado em junho pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), o atleta de saltos ornamentais Cassius Duran participa, em Natal, de seu primeiro evento nacional trabalhando fora das piscinas. Professor de Educação Física, Cassius logo percebeu que o evento traz a possibilidade de transformação na vida de milhares de crianças.

 “Estar aqui me deixa muito feliz porque sinto que posso ajudar, mesmo que de forma pequena, a transformar a vida de milhares de jovens. O esporte tem disso, traz disciplina e valores. A pessoa aprende a ter limites e respeito. Isso é necessário para a vida. É uma lição que o esporte pode trazer”, afirma o saltador. “Eu sei que a prática de uma modalidade esportiva tem de estar baseada em três pontos: a educação com valores, a busca por condição de vida mais saudável e o foco nas consequências que essa prática pode trazer. A união dos valores que o esporte proporciona e a atividade física saudável ajudam na transformação da pessoa. O resultado positivo em uma competição vai ser consequência”, completa Cassius.

Um dos mais importantes nomes dos saltos ornamentais no Brasil, Cassius Duran disputou os Jogos Olímpicos Pequim 2008, Atenas 2004 e Sydney 2000, além de Campeonatos Mundiais, etapas de Copa do Mundo e três Jogos Pan-americanos. Foi prata em Santo Domingo 2003, quando conquistou a primeira medalha brasileira pan-americana no torneio masculino de saltos ornamentais, na plataforma de 10m. “A minha vida no esporte teve uma história bem bacana. Eu sei que o esporte tem a capacidade de transformar uma pessoa e eu sou um exemplo disso. Quando eu era mais novo, eu gostava de brigar. O esporte modificou minha vida e, se fez isso comigo, pode fazer com qualquer pessoa”, afirma o campeão.

Atualmente, Cassius ainda participa de algumas competições, mas já vem diminuindo a intensidade de treinamentos. Antes de chegar ao COB, atuou ainda como treinador durante dois anos. Paralelamente à carreira de atleta, Cassius sempre se preocupou em manter os estudos e a capacitação profissional. O saltador é formado em Educação Física e nos últimos anos participou de duas atividades de capacitação oferecidas pelo COB através do seu departamento de educação, o Instituto Olímpico Brasileiro.

Atualmente, o COB tem 23 atletas trabalhando nas mais diversas áreas da entidade, todos com formação acadêmica e especializações distintas, entre eles os medalhistas olímpicos Marcus Vinicius Freire (vôlei) e Adriana Behar (vôlei de praia), além de nomes de destaque em suas modalidades, como Sebástian Pereira e Daniela Polzin (judô), formada em Arquitetura, Soraya Carvalho (ginástica artística), Camila Carvalho (remo), que fala três línguas estrangeiras, Miriam D’agostini (tênis), Marina Canetti (polo aquático), Pedro Cunha (vôlei de praia) e Monique Ferreira (natação), entre outros.

No COB, Cassius está subordinado à gerência de Juventude e Infraestrutura. O saltador elogiou o COB pelo suporte e capacitação dos atletas em transição de carreira. “Acho fundamental o COB ter uma preocupação com isso. É importante que isso se espalhe, saia do COB e vá para as confederações, federações e para os clubes, porque a transição de carreira é um problema muito sério”, analisa o medalhista pan-americano, que foi já embaixador dos Jogos Escolares da Juventude e agora trabalha na montagem da estrutura do evento.

Os Jogos Escolares da Juventude Natal 2013 são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro, correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Prefeitura Municipal de Natal.

TAGS: