Brasil bate Estados Unidos, vence Copa Uana e garante vaga no Mundial de Pólo Aquático

Título no masculino veio com vitória nas penalidades por 3 a 1, na competição realizada em São Paulo. Canadá foi a campeã no feminino

Satiro Sodré/SS Press/CBDA
28/01/2019 10:34

O Brasil é campeão do masculino da Copa Uana 2019 de Pólo Aquático. A seleção derrotou os Estados Unidos, no último sábado (26), por 3 a 1 nas penalidades, na piscina do Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo. O Canadá foi campeão no feminino e terceiro lugar no masculino.

A final do masculino lotou as arquibancadas do Sesi Vila Leopoldina. Depois de garantir a vaga contra o Canadá, os torcedores compareceram para apoiar a seleção brasileira diante dos americanos. O primeiro quarto, porém, foi dos EUA: 4 a 2. No segundo, o Brasil chegou a empatar a partida, mas os americanos terminaram à frente: 6 a 5. O terceiro quarto também foi acirrado. O goleiro Soro conseguiu evitar um gol de pênalti dos EUA e, na sequência, Gustavo Grummy empatou novamente para o Brasil 7 a 7.

No último quarto, mais equilíbrio (9 a 9), e Brasil e Estados Unidos foram para a decisão por pênaltis. Nas penalidades, brilhou a estrela do goleiro Slobodan Soro, eleito mais tarde o melhor do campeonato. O touca 1 do Brasil defendeu duas cobranças. Os brasileiros Rafael Vergara, Gustavo Grummy Guimarães e Guilherme Leiva marcaram os gols do Brasil, que se tornou bicampeão da Copa Uana. De quebra, Grummy foi o escolhido o melhor jogador da competição.

Já a vitória do Canadá no feminino foi mais tranquila. As canadenses venceram Cuba na decisão por 18 a 9.

Segundo o coordenador de seleções da CBDA e um dos responsáveis por trazer a Copa Uana ao Brasil, Ricardo Azevedo acredita que a competição foi realizada com êxito e planeja novos torneios realizados nas piscinas brasileiras.

“Já pedi o Intercontinental do ano que vem, quero trazer também o Mundial sub-16. Nós temos que trazer o Pólo Aquático ao nosso torcedor. Quando nós viajamos, apenas nós vemos a seleção brasileira. Se pudermos trazer a competição até a gente, mais pessoas poderão acompanhar nossa seleção”, falou.

Premiações individuais:
Feminino:
Artilheira - Damiuska Carrasco (Cuba)
Melhor goleira - Marelis Morgan (Cuba)
Melhor jogadora - Kiara Crismas (Canadá)

Masculino
Artilheiro - Alex Bowen (Estados Unidos)
Melhor goleiro - Slobodan Soro (Brasil)
Melhor jogador - Gustavo "Grummy" Guimarães (Brasil)