Carregando...
COB

Paulo Wanderley recebe homenagem de Rio Maior

Centro de treinamento da cidade de Portugal foi a principal base dos atletas do Brasil durante a pandemia, em 2020

Paulo Wanderley recebe homenagem de Rio Maior
Rafael Bello/ COB

O presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley, recebeu nesta quinta-feira, dia 10, no Rio de Janeiro, placa comemorativa e medalha de homenagem feita pela Câmara Municipal de Rio Maior, em Portugal, em novembro de 2021. Na ocasião, em virtude da pandemia de Covid-19, o presidente COB não pôde comparecer pessoalmente. Agora, aproveitando uma visita da área de Jogos e Operações Internacionais do COB, os objetos foram trazidos para o Brasil. A cidade de Rio Maior será uma das bases de apoio dos atletas brasileiros na preparação para os Jogos Olímpicos Paris 2024.

A homenagem celebrou a ligação entre a cidade portuguesa e o esporte brasileiro, marcada pela utilização das instalações do complexo esportivo de Rio Maior pelos atletas do Time Brasil durante a Missão Europa, em 2020. Ao todo mais de 150 atletas de 13 modalidades passaram pelo complexo esportivo. 

“Nossa relação com a cidade de Rio Maior é estreita e essa homenagem reforçou nossos laços. Seu centro de treinamento de alto padrão foi a principal base da Missão Europa, uma das ações mais ousadas e bem-sucedidas da história do esporte brasileiro.  Graças a todo suporte da prefeitura local e do Comitê Olímpico de Portugal conseguimos oferecer aos nossos atletas estrutura de alto nível para que pudessem retomar seus treinamentos com tranquilidade em um momento muito para a humanidade.  Tudo isso culminou no melhor resultado da história olímpica do Brasil, em Tóquio, quando conquistamos 21 medalhas. Temos uma gratidão enorme por Rio Maior e certamente manteremos essa parceria por muito tempo”, afirmou Paulo Wanderley, presidente do COB. 

A iniciativa de levar os atletas brasileiros para treinarem no Rio Maior Sports Centre, um dos principais centros de treinamento de alto rendimento do mundo, teve como objetivo minimizar os danos da pandemia da Covid-19 na preparação, devido ao adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio, e recolocá-los em atividade o quanto antes. 

Para diversos atletas brasileiros, este centro de treinamento não chega a ser uma novidade. Ao longo dos anos, as instalações esportivas de Rio Maior foram utilizadas por diversas modalidades em períodos estratégicos de preparação, casos das equipes de natação e maratonas aquáticas, às vésperas do Mundial de Budapeste 2017; da seleção masculina de handebol em março e outubro de 2019; e da seleção brasileira de triatlo, entre 2010 e 2016.

Ao todo, o COB enviou mais de 400 pessoas, sendo 238 atletas e 114 oficiais de 24 modalidades esportivas, ao continente europeu. A maioria ficou baseada no Rio Maior Sports Centre. Mas houve também quem treinasse em outras cidades portuguesas (Coimbra, Cascais, Funchal, Lisboa, Sangalhos, Vila Nova de Gaia e Vilamoura) e até em outros países (Eslovênia, Espanha, França, República Tcheca e Sérvia), num total de 13 bases.



Outras notícias + Lista completa