Carregando...

São Paulo 1963

20/04 a 05/05
|
Jogos Pan-Americanos

Participação do Brasil

Atletas: 384 atletas (81 mulheres e 303 homens)
Medalhas: 52 (14 ouros, 20 pratas e 18 bronzes)
Modalidades: atletismo, basquete, beisebol, boxe, ciclismo, esgrima, natação, saltos ornamentais, natação sincronizada, polo aquático, futebol, ginástica, hipismo, judô, levantamento de peso, lutas, pentatlo moderno, remo, tênis, tiro esportivo, vela e vôlei

Embora não tenha ameaçado o primeiro lugar dos Estados Unidos, o Brasil ficou em segundo no quadro de medalhas. Um dos destaques da campanha brasileira foi a seleção de futebol, que, pela primeira vez, conquistou a medalha de ouro. 

Já consagrada por seus títulos em Wimbledon, Maria Esther Bueno ganhou o ouro em simples e a prata nas duplas, ao lado de Maureen Schwartz. Assim como em 1959, o time masculino de basquete conquistou um título mundial no mesmo ano (no Rio de Janeiro) e uma medalha de bronze olímpica no ano seguinte (em Tóquio, no Japão), mas não conseguiu ficar em primeiro no Pan: acabou com a prata, atrás dos EUA.

Depois de oito anos sem alterações, o programa dos Jogos abriu espaço para uma nova modalidade: o judô, que estreou com só três países (Brasil, Estados Unidos e Uruguai). O Brasil ganhou um ouro com Lhofei Shiozawa.

Pela primeira vez na história, o campeão da prova do salto triplo não foi o brasileiro Adhemar Ferreira da Silva. O americano William Sharpe ganhou o ouro com um salto de 15,15m. Adhemar, tricampeão nas edições de 1951, 1955 e 1959, não competiu em São Paulo.

O Brasil medalhou em atletismo, basquete, boxe, ciclismo, esgrima, futebol, judô, nado sincronizado, natação, pentatlo moderno, polo aquático, remo, tênis, tiro, vela e vôlei.

Os Jogos Pan-americanos São Paulo 1963 tornaram-se realidade graças ao esforço da Comissão Organizadora e Executiva, presidida pelo Major Sylvio de Magalhães Padilha, e dos Governos Estadual e Municipal. A Vila Pan-americana, que serviu de hospedagem para todos os atletas participantes, foi construída em tempo recorde e virou residência de estudantes na Cidade Universitária da Universidade de São Paulo (USP). 

Foram utilizados também o ginásio e o velódromo do Ibirapuera, o Autódromo de Interlagos e instalações do Palmeiras, do Paulistano, do Pinheiros e do Pacaembu, além do Jockey Club, da Hípica Santo Amaro, da Sociedade Hípica Paulista e da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende, no Rio, entre outros.

Não havia outro lugar mais charmoso e mais importante do que o Estádio do Pacaembu para a abertura dos Jogos. Fundado em 1940, o Estádio Municipal era, na época, a maior praça de esportes do estado de São Paulo e recebeu cerca de 40 mil pessoas para o evento. A Cerimônia de Abertura dos IV Jogos Pan-americanos começou em Brasília. A chama pan-americana foi acesa na capital por um grupo de índios Carajás, que usou o método tradicional do seu povo para acender o fogo, ao som de "Canto do Pagé", do compositor Heitor Villa Lobos. De lá, passou por Goiânia, Uberlândia, Uberaba, Ribeirão Preto e Limeira até São Paulo, onde chegou ao Pacaembu nas mãos do velocista José Telles da Conceição.