Carregando...

Pequim 2008

08/08 a 24/08
|
Jogos Olímpicos de Verão
  • 204 Países
  • 41 Modalidades
  • 302 Provas
  • 10942 Atletas

32 modalidades (atletismo, basquete, boxe, canoagem velocidade, canoagem slalom, ciclismo estrada, ciclismo mountain bike, esgrima, futebol, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, hipismo adestramento, hipismo CCE, hipismo saltos, judô, levantamento de peso, lutas, natação, nado sincronizado, pentatlo moderno, remo, saltos ornamentais, taekwondo, tênis, tênis de mesa, tiro com arco, tiro esportivo, triatlo, vela, vôlei e vôlei de praia).

Porta-bandeira na Cerimônia de Abertura: Robert Scheidt (vela)

O esporte brasileiro começou os Jogos Olímpicos Pequim 2008 com dois recordes: o de número de participantes (277) e o de modalidades (32). Durante a competição, o Time Brasil manteve a evolução qualitativa alcançada nos anos anteriores e conquistou três inéditas medalhas de ouro, quatro de prata e nove de bronze, com a participação recorde em 38 finais.

Na natação, Cesar Cielo chegou ao primeiro ouro da modalidade nos 50m livre e ainda quebrou o recorde olímpico três vezes. Em outra prova, nos 100m, o nadador paulista conseguiu a medalha de bronze.

No salto em distância, Maurren Maggi alcançou a marca de 7,04m e ficou um centímetro à frente da segunda colocada. Foi a primeira medalha de ouro olímpica individual das mulheres. As meninas do vôlei estrearam o lugar mais alto do pódio depois de derrotarem os Estados Unidos na final. O técnico José Roberto Guimarães, que havia se sagrado campeão em Barcelona 1992 com a seleção masculina, tornou-se o primeiro a conquistar o ouro também com a feminina.

Na vela, Fernanda Oliveira e Isabel Swan, da classe 470, foram as primeiras brasileiras a conquistar medalha (de bronze) na modalidade. Entre os homens, Robert Scheidt e Bruno Prada conseguiram a prata na classe star. A prata também veio para o vôlei masculino, que chegou à segunda final consecutiva, e para a dupla Márcio Araújo e Fábio Luiz, do vôlei de praia. Ainda nas areias, Emanuel e Ricardo venceram os brasileiros naturalizados georgianos e ganharam o bronze.

No futebol, Marta, Cristiane e companhia conseguiram a medalha de prata, a segunda seguida. O masculino, liderado por Ronaldinho Gaúcho, conquistou o bronze diante da Bélgica. Já o judô voltou da China com três bronzes, sendo um deles inédito: o de Ketleyn Quadros, que se tornou a primeira medalhista olímpica individual feminina do esporte brasileiro. No masculino, Leandro Guilheiro e Tiago Camilo também conseguiram o bronze, mesma medalha conquistada por Natália Falavigna, do taekwondo, a primeira da modalidade.

Além disso, o Brasil registrou outras marcas inéditas: pela primeira vez, o país participou da final olímpica na ginástica artística feminina por equipe, no solo da ginástica artística masculina e no revezamento feminino 4x100m do atletismo.

Conquistas femininas do Time Brasil em Pequim 2008:

1ª medalha de ouro no atletismo (salto em distância - Maurren Maggi)
1ª medalha do judô feminino (bronze - Ketleyn Quadros)
1ª medalha no taekwondo (bronze - Natália Falavigna)
1ª final do vôlei feminino (medalha de ouro)
1ª medalha feminina na vela (bronze classe 470 - Isabel Swan e Fernanda Oliveira)
1ª final por equipe Ginástica Artística Feminina
1ª final no salto na Ginástica Artística Feminina
1ª final do revezamento 4x100m rasos feminino
1ª final do salto com vara feminino

Jogos Olímpicos pela primeira vez na China

A proporção dos Jogos Olímpicos de Pequim impressionou desde o seu primeiro segundo, na cerimônia de abertura. E a grandeza do país mais populoso do mundo foi agraciada com a quebra de muitos recordes: 132 olímpicos e 43 mundiais, além da marca de 87 países com medalhas conquistadas.

Na competição, destaque para o nadador norte-americano Michael Phelps, que ganhou o maior número de medalhas de ouro em uma só edição dos Jogos: oito. Como já contava com outras seis, que havia conquistado em Atenas 2004, ele alcançou a incrível marca de 14 ouros e se tornou o maior atleta olímpico da história. Até então, os recordistas eram os norte-americanos Mark Spitz (natação) e Carl Lewis (atletismo), o finlandês Paavo Nurmi (atletismo) e a ginasta da ex-URSS Larisa Latynina, todos com nove ouros no total.

Em Pequim, o jamaicano Usain Bolt também se viu diante dos holofotes do mundo inteiro. O velocista levou o ouro em duas das mais nobres provas do atletismo: os 100m e os 200m, com direito a quebra de recorde mundial em ambas. No salto com vara, a russa Yelena Isinbayeva confirmou o seu favoritismo e chegou ao ouro e ao recorde mundial, com 5,05m de altura.

Pela primeira vez, a China ficou em primeiro lugar no quadro geral. O Brasil voltou dessa edição dos Jogos com 15 medalhas (três de ouro, quatro de prata e oito de bronze).

Atualização (Set/2016): O Brasil herdou o terceiro lugar do revezamento 4x100m rasos feminino em função da desqualificação da equipe da Rússia, que terminou em primeiro lugar, mas teve uma de suas atletas (Yulia Chermoshanskaya) com resultado positivo em controle de doping, refeito em 2016 com o material colhido à época.

Atualização (Dez/2018): O Brasil herdou o terceiro lugar do revezamento 4x100m rasos masculino em função da desqualificação da equipe da Jamaica, que terminou em primeiro lugar, mas teve um de seus atletas (Nesta Carter) com resultado positivo em controle de doping, refeito em 2016 com o material colhido à época.

Modalidades Provas Resultado Classificação
Atletismo Salto em distância - Feminino

7,04m

1º Lugar
Natação 50m livre - Masculino

21s30

1º Lugar
Vôlei Feminino

Campanha: 8 vitórias e nenhuma derrota.

Primeira fase: Brasil 3x0 Argélia

Brasil 3x0 Rússia

Brasil 3x0 Sérvia

Brasil 3x0 Cazaquistão

Brasil 3x0 Itália

Quartas de final: Brasil 3x0 Japão

Semifinal: Brasil 3x0 China

Final: Brasil 3x1 EUA

1º Lugar
Futebol Feminino

Campanha: 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota.

Primeira fase: Brasil 0x0 Alemanha

Brasil 2x1 Coreia do Norte

Brasil 3x1 Nigéria

Quartas de final: Brasil 2x1 Noruega

Semifinal: Brasil 4x1 Alemanha

Final: EUA 1x0 Brasil

2º Lugar
Vela Star

53 pontos perdidos.

2º Lugar
Vôlei Masculino

Campanha: 6 vitórias e 2 derrotas.

Primeira fase: Brasil 3x0 Egito

Brasil 3x1 Sérvia

Rússia 3x1 Brasil

Brasil 3x0 Polônia

Brasil 3x0 Alemanha

Quartas de final: Brasil 3x0 China

Semifinal: Brasil 3x1 Itália

Final: EUA 3x1 Brasil

2º Lugar
Vôlei de praia Masculino

Campanha: 5 vitórias e 2 derrotas

Primeira fase: Márcio/Fábio Luiz 2x0 Lione/Amore (Itália)

Doppler/Gartmayer (Áustria) 2x1 Márcio/Fábio Luiz

Márcio/Fábio Luiz 2x0 Barsouk/Kolodinsky (Rússia)

Oitavas de final: Márcio/Fábio Luiz 2x0 Asahi/Shiratori (Japão)

Quartas de Final: Márcio/Fábio Luiz 2x0 Gosch/Horst (Áustria)

Semifinal: Márcio/Fábio Luiz 2x0 Ricardo/Emanuel

Final: Rogers/Dalhausser (EUA) 2x1 Márcio/Fábio Luiz

2º Lugar
Atletismo Revezamento 4x100m - Masculino

38s24

3º Lugar
Atletismo Revezamento 4x100m - Feminino

43s14

3º Lugar
Futebol Masculino

Campanha: 5 vitórias e 1 derrota

Primeira fase: Brasil 1 x 0 Bélgica

Brasil 5 x 0 Nova Zelândia

Brasil 3 x 0 China

Quartas de final: Brasil 2 x 0 Camarões

Semifinal: Argentina 3 x 0 Brasil

Disputa pelo bronze: Brasil 3 x 0 Bélgica

3º Lugar
Judô Leve - 73Kg

Primeira rodada: Leandro Guilheiro vence Mariano Bertolotti (Argentina)

Oitavas de final: Leandro Guilheiro vence Marlon August (África do Sul)

Quartas de final: Ki-Chun Wang (Coreia do Sul) vence Leandro Guilheiro

Repescagem - quartas de final: Leandro Guilheiro vence Shokir Muminov (Uzbequistão)

Repescagem - semifinal: Leandro Guilheiro vence Gennadiy Bilodid (Ucrânia)

Repescagem - disputa pelo bronze: Leandro Guilheiro vence Ali Maloumat (Irã)

3º Lugar
Judô Meio-médio - 81Kg

Primeira fase: Tiago Camilo vence Takashi Ono (Japão)

Oitavas de final: Tiago Camilo vence Hamed Malekmohammadi (Irã)

Quartas de final: Ole Bischof (Alemanha) vence Tiago Camilo

Repescagem - quartas de final: Tiago Camilo vence Travis Stevens (EUA)

Repescagem - semifinal: Tiago Camilo vence Euan Burton (Grã-Bretanha) 

Repescagem - disputa pelo bronze: Tiago Camilo vence Guillaume Elmont (Holanda)

3º Lugar
Judô Leve - 57Kg

Primeira rodada: Ketleyn Quadros vence Sin-Young Kang (Coreia do Sul)

Oitavas de final: Deborah Gravenstjin (Holanda) vence Ketleyn Quadros

Repescagem - quartas de final: Ketleyn Quadros vence Isabel Fernández (Espanha)

Repescagem - semifinal: Ketleyn Quadros vence Aiko Sato (Japão)

Repescagem - disputa pelo bronze: Ketleyn Quadros vence Maria Pekli (Austrália)

3º Lugar
Natação 100m livre - Masculino

47s67

3º Lugar
Taekwondo +67Kg - Feminino

Oitavas de final: Natália Falavigna 3 x1 Kyriaki Kouvari (Grécia)

Quartas de final: Natália Falavigna 5 x 2 Carmen Marton (Austrália)

Semifinal: Nina Solheim (Noruega) 2 x 2 Natália Falavigna - vitória da norueguesa por superioridade técnica

Repescagem - disputa pelo bronze: Natália Falavigna 5 x 2 Karolina Kedzierska (Suécia)

 

3º Lugar
Vela 470 - Feminino

60 pontos perdidos

3º Lugar
Vôlei de praia Masculino

Campanha: 6 vitórias e 1 derrota.

Fase de grupos: Ricardo/Emanuel 2x0 Fernandes/Morais (Angola)

Ricardo/Emanuel 2x0 Geor/Gia (Geórgia)

Ricardo/Emanuel 2x0 Schacht/Slack (Austrália)

Oitavas de final: Ricardo/Emanuel 2x1 Barsouk/Kolodinsky (Rússia)

Quartas de final: Ricardo/Emanuel 2x0 Gibb/Rosenthal

Semifinal: Márcio/Fábio Luiz 2x0 Ricardo/Emanuel

Disputa pelo bronze: Ricardo/Emanuel 2x0 Geor/Gia (Geórgia)

3º Lugar
Patrocinadores Olímpicos Mundiais
Patrocinadores Oficiais
Apoiadores Oficiais
Parceiros Oficiais
Fornecedores Oficiais
Recursos das Loterias Federais