Carregando...

Paris 1924

04/05 a 27/06
|
Jogos Olímpicos de Verão
  • 44 Países
  • 23 Modalidades
  • 126 Provas
  • 3088 Atletas

3 modalidades (atletismo, remo e tiro esportivo)

Porta-bandeira na Cerimônia de Abertura: Alfredo Gomes (atletismo)

Paris recebeu os Jogos Olímpicos pela segunda vez - a primeira foi em 1900, quando o Brasil ainda não participava da competição. Como o país havia conseguido três medalhas em sua estreia, quatro anos antes - em Antuérpia, na Bélgica - os órgãos esportivos e a população demonstraram entusiasmo. Após idas e vindas para organizar o envio da delegação que envolveram o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), a Confederação Brasileira dos Desportos (CBD) e a Federação Paulista de Atletismo, 12 atletas (três remadores, um atirador e oito homens do atletismo) embarcaram para a França.

Na competição, o melhor resultado veio do remo, com os irmãos Edmundo e Carlos Castello Branco, que se classificaram em quarto lugar na classe double sculls. Junto com o timoneiro H. Caruso, eles também estavam inscritos na classe dois com, mas não competiram. O Brasil ainda participou de 11 provas do atletismo. No lançamento de martelo, Octávio Zani teve bom desempenho e ficou em 14º lugar. Em Paris, a missão brasileira contava com três pessoas além dos atletas: Américo R. Netto, chefe da delegação, A.J. Jogarty, técnico, e Alberto Byington Júnior, secretário.

Jogos Olímpicos pela segunda vez na França

Paris fez grandes investimentos em infra-estrutura para receber os Jogos Olímpicos de 1924. Os administradores montaram uma vila olímpica para abrigar os atletas, algo inédito até então. Atletas de 44 países marcaram presença e cerca de mil jornalistas cobriram a competição, que se consolidava como o maior evento esportivo do mundo.

Um dos destaques dessa edição foi o norte-americano Johnny Weissmuller, que conquistou três medalhas de ouro na natação (100m, 400m livres e no revezamento 4x100m) e uma de bronze no polo aquático. Mais tarde, Weissmuller estrelaria 12 filmes em Hollywood no papel de Tarzan. Quem também fez história foi o corredor finlandês Paavo Nurmi, que ganhou cinco medalhas de ouro (ele já havia conquistado três nos Jogos da Antuérpia). A performance mais espetacular ocorreu no dia 10 de julho, quando Nurmi venceu os 1.500m e, apenas 55 minutos depois, voltou a vencer, desta vez nos 5.000m. O Brasil enviou 12 atletas para a França.

Outras participações nos Jogos Olímpicos de Verão Todas participações
Sites olímpicos e paraolímpicos
Patrocinadores Olímpicos Mundiais
Patrocinadores Oficiais
Apoiadores Oficiais
Parceiros Oficiais