Carregando...

Lima 2019

26/07 a 11/08
|
Jogos Pan-Americanos


Participação do Brasil

Atletas: 515 (235 mulheres e 280 homens)
Medalhas: 169 (54 ouros, 45 pratas e 70 bronzes)
Modalidades: atletismo, badminton, basquete, boliche, boxe, canoagem, caratê, ciclismo, esgrima, esqui aquático, futebol, ginástica artística, handebol, hipismo, hóquei sobre grama, judô, levantamento de peso, lutas, nado sincronizado, natação, patinação sobre rodas, pentatlo moderno, polo aquático, remo, rugby sevens, saltos ornamentais, aquash, taekwondon, tênis, tênis de mesa, tiro esportivo, tiro com arco, triatlo, vela, vôlei e vôlei de praia

Pela primeira vez desde São Paulo 1963, o Brasil terminou o evento em segundo lugar no quadro geral de medalhas (54 ouros, 45 pratas e 70 bronzes), atrás somente dos Estados Unidos. De quebra, ainda conquistou 29 vagas olímpicas para Tóquio 2020, principal objetivo do COB em Lima.

Ao todo, 41 modalidades conquistaram medalhas em Lima, sendo que 22 ganharam ao menos um ouro. Para completar a série de números expressivos, 18 modalidades melhoraram seus resultados em relação a Toronto 2015, enquanto 12 delas fizeram as melhores campanhas em todas as edições dos Jogos. O Brasil medalhou em atletismo, badminton, basquete, boliche, boxe, canoagem, ciclismo, esgrima, esqui aquático, ginástica artística, handebol, hipismo, judô, karatê, levantamento de peso, maratonas aquáticas, natação, patinação artística, pelota basca, pentatlo moderno, polo aquático, remo, saltos ornamentais, surfe, taekwondo, tênis, tênis de mesa, tiro com arco, tiro esportivo, triatlo,  vela, vôlei, vôlei de praia e wrestling.

Prover as melhores condições aos atletas foi uma das razões para o sucesso do Time Brasil na capital peruana. Dentro desse cenário, cabe destacar a atuação do Laboratório Olímpico na cidade-sede dos Jogos. Foram 777 atendimentos realizados, entre consultas e a área laboratorial, que oferece exames e análises bioquímicas, entre outras coisas.