Carregando...

Academia Olímpica

Compartilhe

ACADEMIA OLÍMPICA INTERNACIONAL

Em 1927, o Barão Pierre de Coubertin foi convidado pelo governo grego para receber uma homenagem, em Olympia, pela iniciativa de recriar os Jogos Olímpicos. Durante o período, conversou com o amigo Ioannis Chrysafis sobre a necessidade de se criar um centro acadêmico de estudos sobre o Movimento Olímpico.

Desde então, o idealizador dos Jogos da Era Moderna tinha em mente que o Movimento Olímpico não devia se desviar de seus objetivos educacionais. “Não consegui concluir o que desejava. Acredito que um centro de estudos Olímpicos pode ajudar a preservar e levar adiante o meu trabalho mais do que qualquer outra coisa”, disse, na época.

Pouco tempo depois, Ioannis Ketseas, aluno de Chrysafis, e Carl Diem, um alemão apaixonado pelo Movimento Olímpico, passaram a liderar o projeto. Os dois haviam trabalhado em parceria no primeiro Revezamento de Tocha - de Olympia a Berlim, em 1936 - e decidiram se juntar novamente para estabelecer um Centro de Estudos Olímpicos.

Em 1938, Ketseas e Diem planejaram a criação de uma instituição com o nome de Academia Olímpica Internacional (AOI) e encaminharam ao Comitê Olímpico da Grécia (COG). Na 38ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional (COI), realizada no Cairo (Egito), seus Membros foram informados sobre a criação da Academia Olímpica na Grécia (AOG). No ano seguinte, na 39ª Sessão, em Londres (Inglaterra), ficou decidido que a instituição iria promover os ideais Olímpicos.

Ao final da II Guerra Mundial, um memorando sobre a operação da Academia foi submetido à 41ª Sessão do COI, em junho de 1947, em Estocolmo (Suécia). No dia 28 de abril de 1949, a 44ª Sessão do COI, em Roma (Itália), aprovou de forma unânime o estabelecimento da AOI, com implantação e operação feitas pelo COG, sob a égide do COI. A Academia Olímpica Internacional foi inaugurada oficialmente no dia 14 de junho de 1961.

ACADEMIA OLÍMPICA BRASILEIRA

A Academia Olímpica Brasileira (AOB) é um órgão do Comitê Olímpico do Brasil (COB) filiado à Academia Olímpica Internacional (IOA), que tem sede em Olympia, na Grécia. Seu foco principal está na produção e difusão de conhecimento sobre o Olimpismo, tendo sempre em vista o contexto brasileiro.

Fundada em 28 de agosto de 1998, a AOB tem o objetivo de desenvolver a Educação Olímpica por meio de estudos e pesquisas realizados em instituições acadêmicas do Brasil e do exterior.

Os eventos promovidos pela AOB adotam como ponto de partida os princípios filosóficos gerados a partir dos ideais propostos, no final do século XIX, pelo Barão Pierre de Coubertin. O programa tem a excelência acadêmica como prioridade e, assim como a Academia Olímpica Internacional, destaca valores como solidariedade e ética esportiva.

A AOB tem como fim estudar e pesquisar o Movimento Olímpico, suas manifestações na Antiguidade e na Era Moderna, e suas causas e efeitos nos campos educativo, filosófico, desportivo, social e político. Dessa forma, contribui para a sensibilização e divulgação dos ideais olímpicos.

Patrocinadores Olímpicos Mundiais
Patrocinadores Oficiais
Apoiadores Oficiais
Parceiros Oficiais
Fornecedores Oficiais