Torben Grael e Marcelo Ferreira entram para o Hall da Fama da Vela no Brasil

Eternizados

Marlon Falcão/Inovafoto
28/06/2017 17:47

Bicampeões olímpicos em Atlanta 1996 e Atenas 2004, Torben Grael e Marcelo Ferreira ficaram eternizados na história da modalidade na manhã desta quarta-feira, dia 28, no Rio de Janeiro. Os dois foram os primeiros atletas a colocar as mãos nos moldes que irão, no futuro, compor o Hall da Fama da vela brasileira, homenageando os grandes nomes da modalidade. O evento também marcou a inauguração da nova sede da Confederação Brasileira de Vela (CBVela), de frente para a Baía de Guanabara. 

Com cinco pódios, Torben é o maior medalhista olímpico do esporte brasileiro, ao lado do também velejador Robert Scheidt. Em seis participações nos Jogos Olímpicos, foi ouro em Atlanta 1996 e Atenas 2004, na classe Star; prata em Los Angeles 1984, na Soling; e bronze em Seul 1988 e Sidney 2000, novamente na Star. Hoje, o velejador ocupa o cargo de vice-presidente da Federação Internacional de Vela e foi o primeiro brasileiro a ingressar no Hall da Fama internacional da modalidade.

 

"A inauguração da sede aqui na Marina da Glória é a concretização de um sonho pra gente, que é ter uma sede com saída para o mar. Sem dúvida, é um acontecimento importantíssimo para a vela brasileira. Fiquei muito feliz com a homenagem, e ter aqui a presença da equipe jovem nos deixa ainda mais felizes e confiantes no futuro do esporte", comentou Torben Grael, se referindo aos cinco jovens velejadores - Nicolas Bernal, Marina da Fonte, Bernardo Pereira, Leonardo Crespo e Luiz Otávio Correia -  que irão defender o Brasil a partir de 11 de julho no Mundial de Optimist, classe de formação para crianças e adolescentes.

Grande parceiro de Torben na conquista olímpica dos dois ouros e do bronze em Sidney 2000, entre outros títulos, Marcelo Ferreira também se mostrou orgulhoso por este novo momento da vela brasileira. "Depois de 30 anos velejando, dos quais 25 ao lado do Torben, é um prazer imenso ver esta sede inaugurada na Marina da Glória. Realmente, é brilhante. Gostaria de deixar uma mensagem para os pequenos velejadores presentes: a Optimist é uma classe individual, mas o importante é isso que estão fazendo aqui, estar em equipe, trocando, aprendendo. Vocês têm muito a crescer dessa forma. Que vocês tenham sucesso na competição. Perseverança é a palavra certa para o velejador", disse.

 

Fonte: CBVela

TAGS: