Jaqueline Mourão e Victor Santos ajustam corpo e equipamento para a competição

Atletas do esqui cross country usam estratégias diferentes na reta final de preparação para suas provas


12/02/2018 09:40

O Time Brasil fará sua estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang 2018 na próxima quinta-feira, dia 15, com Jaqueline Mourão, na prova de 10km estilo livre de cross country. No dia seguinte (16), será a vez do jovem Victor Santos, na prova de 15km da mesma modalidade. Nesta segunda-feira, dia 12, os dois atletas realizaram treinos leves, ainda reconhecendo e memorizando o percurso de suas provas no Centro de Cross Country de Alpensia, local da competição.  A partir de amanhã, os dois têm estratégias diferentes para a os dias que antecedem a prova.

Jaqueline ainda vai subir a intensidade do treino, depois de descansar amanhã, chegando ao auge no dia anterior à prova. Se nessa segunda, a atleta não exigiu muito do seu físico, na quarta, um dia antes da dá prova, a atleta mineira fará um treino de intensidade. “Hoje foi um treino para dar volume e continuar a memorizar a pista. Na véspera da prova, o treino será mais forte. O objetivo é deixar o corpo quente e preparado para a competição”, disse Jaqueline, às vésperas de sua sexta participação olímpica. 

Com toda essa experiência, a atleta que teve o seu melhor ciclo olímpico no cross country, já sabe lidar bem com a proximidade da prova. “A ansiedade vai subindo, faz parte. O estresse é meu amigo. Para ter uma performance de alto nível você tem que estar sendo estimulada para poder dar o seu melhor. Eu sei que o corpo vai doer mesmo porque eu vou fazer o máximo de força que eu puder. Então é normal essa ansiedade estar subindo. Ansiosa para começar logo e dar o meu melhor”, disse Jaqueline, que já disputou os Jogos Olímpicos de Verão, no Mountain Bike, e os de Inverno no biatlo, além do cross country.

Já o jovem Victor Santos não fará um treino forte na véspera da competição. Se nesta segunda-feira, o atleta paulista também treinou leve reconhecendo a pista, nos dois dias seguintes fará treinos de velocidade. “Na véspera da prova nós fazemos exercícios para despertar o corpo e a reação neural, mas mais ligados à velocidade. São tiros curtos sem muito volume”, explicou o treinador de Vitor, Leandro Ribela, com a experiência da participação de dois Jogos Olímpicos, Vancouver 2010 e Sochi 2014.  

Além de treinar, os atletas e suas equipes técnicas testam e preparam os esquis que utilizarão na prova. Jaqueline e Vitor trouxeram, cada um, sete pares de esquis para a Coreia. Os esquis são encerados antes dos treinos por especialistas, com a ajuda de um ferro de passar, e depois escovados. Cada par de esquis possui uma característica especial, para o tipo de neve e temperatura que os atletas enfrentarão. 

Os treinos e as estratégias da véspera da competição servem para o ajuste final do equipamento. E do atleta.