LEVANTAMENTO DE PESOS

Não é de hoje que há um fascínio em torno do esporte, que está no programa dos Jogos Olímpicos desde a inauguração das competições da Era Moderna, em Atenas 1896, com exceção de Paris 1900, Londres 1908 e Estocolmo 1912. Os homens primitivos já utilizam o levantamento de peso como demonstração de poder, vigor e energia física, mas foi na Antiguidade, em torno do ano 1000 a.C., na Grécia, no Egito e na China que a atividade apareceu como esporte.

Na Grécia Antiga, o levantamento de peso figurava entre as mais importantes e completas ferramentas para o treinamento de atletas que praticavam outras modalidades, como o atletismo e a natação. Os soldados que serviam no tempo da dinastia Zhou, a mais longeva e uma das primeiras da China, só eram admitidos mediante aprovação no teste de levantamento de peso.

Na Idade Média, o esporte tornou-se muito popular em diversos países europeus. No século XVIII, na França e na Alemanha, bem como nas nações escandinavas, já havia halterofilistas de destaque. Só no final dos anos 1800, quando surgiram simultaneamente na França e na Áustria entidades que formalizaram as regras do esporte, foi possível contar com as vantagens da padronização das normas e dos equipamentos de competição.

O levantamento de peso passou por várias transformações ao longo da história. A trajetória olímpica do esporte é recheada de frequentes variações que ocorreram, pelo menos até a década de 1970, com o objetivo de torná-lo mais atraente e regulado, além de livrá-lo da ameaça do doping.

Curiosidades

  • A primeira participação em Jogos Olímpicos foi em Atenas 1896. As mulheres passaram a competir em Sidney 2000.
  • Os turcos Naim Suleymanoglu e Halil Mutlu ganharam, cada um, três medalhas de ouro, assim como os gregos Pyrros Dimas e Kakhi Kakhiasvilis.
  • O húngaro Imre Földi e os alemães Ronnie Weller e Ingo Steinhöfel conquistaram um recorde especial: participaram de cinco edições dos Jogos Olímpicos.
  • No levantamento de peso feminino, as chinesas Chen Yanging e Liu Chunhong têm duas medalhas de ouro conquistadas, cada uma.


TAGS: