HIPISMO CCE

HISTÓRIA

Parceria, arte, tradição e sintonia entre homem e animal são algumas das expressões que ajudam a descrever o hipismo em seu formato olímpico. A força e a técnica na disputa das provas de Saltos misturam-se às belas apresentações de Adestramento e à explosão das provas do Concurso Completo de Equitação (CCE), completando a tríade de modalidades deste esporte, presente no programa dos Jogos: Saltos, Adestramento e CCE.

CCE

Desenvolvida pelos europeus para testar e preparar os cavalos da cavalaria, a modalidade é uma espécie de triatlo equestre. O concurso completo de quitação é composto pelas provas de adestramento, saltos e cross-country. Nesta última, os conjuntos testam a capacidade de passar por obstáculos naturais com velocidade elevada.

Presente nos Jogos Olímpicos desde 1912, a modalidade teve sua primeira mulher medalhista de ouro em Tóquio 1964. Desde os Jogos Olímpicos Atlanta 1996  são realizadas pesquisas para examinar os efeitos do calor e da umidade nos cavalos. As conclusões dos estudos foram aplicadas em Pequim 2008 com grande sucesso. O conhecimento adquirido também é de grande valia para os cavaleiros amadores em todo o mundo.

CURIOSIDADES

- Nos Jogos Olímpicos Montreal 1976, as provas de hipismo tiveram uma atração especial: a princesa Anne, filha da rainha da Inglaterra, Elizabeth II. Anne teve o pior desempenho entre os integrantes da equipe de saltos do Reino Unido, que terminou em sétimo lugar.

- O mais velho cavaleiro a competir em Jogos Olímpicos de que se tem notícia é o general austríaco Arthur Von Pongracz. Ele tinha 72 anos quando disputou a prova de adestramento por equipes em Berlim 1936.

- Nos Jogos Olímpicos Helsinque 1952, as mulheres competiram ao lado dos homens, em equipes mistas. Desde então, passaram gradativamente a disputar outras provas nessas condições.

- Uma peculiaridade entre os esportes olímpicos: Adestramento e as outras modalidades do hipismo são as únicas em que mulheres e homens competem em igualdade de condições, em uma mesma prova.

REGRAS

- O cavaleiro participa de provas de salto, adestramento e cross country.

- Após três dias de competição, vence quem tiver menos pontos negativos.


Entidade Responsável:
Confederação Brasileira de Hipismo


TAGS: