HIPISMO ADESTRAMENTO

HISTÓRIA

Parceria, arte, tradição e sintonia entre homem e animal são algumas das expressões que ajudam a descrever o hipismo em seu formato olímpico. A força e a técnica na disputa das provas de Saltos misturam-se às belas apresentações de Adestramento e à explosão das provas do Concurso Completo de Equitação (CCE), completando a tríade de modalidades deste esporte, presente no programa dos Jogos: Saltos, Adestramento e CCE.

Adestramento

Os gregos da Antiguidade acreditavam que, para sobreviver a uma batalha, a cooperação entre o cavaleiro e o cavalo deveria ser completa. Para que isso ocorresse, eles desenvolveram um método de adestramento para a guerra.

Após séculos de esquecimento, a técnica foi revitalizada no Renascimento e no século XVIII chegou ao seu auge com a criação da famosa Escola Espanhola de Adestramento, em 1729, em Viena. A instituição é a responsável pela criação das bases da abordagem moderna do adestramento.

Os esportes equestres ganharam destaque no programa olímpico de Paris 1900, na modalidade saltos, mas ficaram de fora até Estocolmo 1912. Desde então, o esporte aparece com frequência nas edições seguintes.

CURIOSIDADES

- Nos Jogos Olímpicos Montreal 1976, as provas de hipismo tiveram uma atração especial: a princesa Anne, filha da rainha da Inglaterra, Elizabeth II. Anne teve o pior desempenho entre os integrantes da equipe de saltos do Reino Unido, que terminou em sétimo lugar.

- O mais velho cavaleiro a competir em Jogos Olímpicos de que se tem notícia é o general austríaco Arthur Von Pongracz. Ele tinha 72 anos quando disputou a prova de adestramento por equipes em Berlim 1936.

- Nos Jogos Olímpicos Helsinque 1952, as mulheres competiram ao lado dos homens, em equipes mistas. Desde então, passaram gradativamente a disputar outras provas nessas condições.

- Uma peculiaridade entre os esportes olímpicos: Adestramento e as outras modalidades do hipismo são as únicas em que mulheres e homens competem em igualdade de condições, em uma mesma prova.

REGRAS

Adestramento

- O cavaleiro precisa executar movimentos obrigatórios em uma área de 60m por 20m.

- Um grupo de cinco juízes dão as notas baseadas na precisão dos movimentos.


Entidade Responsável:
Confederação Brasileira de Hipismo


TAGS: