GINÁSTICA ARTÍSTICA

HISTÓRIA

Há registros de práticas de acrobacias semelhantes aos movimentos da ginástica no Egito Antigo, mas a maior parte dos relatos considera a Grécia Antiga como o berço do esporte. Os gregos praticavam exercícios para manter o corpo em forma, como recurso preparatório para a prática de outros esportes e também para o aperfeiçoamento físico dos militares. Após a sua popularidade na Grécia, a ginástica voltou à cena na Europa no período do Renascimento, entre os séculos XIV e XVI.

O boom do esporte ocorreu séculos mais tarde pelas mãos de Friedrich Ludwig Christoph Jahn, considerado o "pai da ginástica". Em 1811, o alemão criou a primeira escola para a prática do esporte ao ar livre. Seu objetivo era preparar fisicamente a juventude alemã para o enfrentamento do exército de Napoleão Bonaparte. O ideal contagiou outros países europeus.

 

Passada a guerra, a prática da ginástica foi considerada perigosa por seu teor revolucionário e Jahn foi perseguido e preso. Foram duas décadas de perseguição. Neste período, muitos ginastas alemães disseminaram o esporte em outros países. O Brasil foi um dos contemplados. Foram mais de duas décadas de proibição. Em 1881, foi fundada a Federação Europeia de Ginástica (FEG).

A ginástica faz parte dos Jogos Olímpicos desde a sua primeira edição da Era Moderna, em Atenas 1896, quando cinco países disputaram títulos individuais. Em Amsterdã 1928, as mulheres competiram pela primeira vez, mas o programa feminino só foi desenvolvido em Helsinque 1952, com sete eventos. Nesse tempo, era chamada de Ginástica Olímpica. Depois, com a inserção da Rítmica (Los Angeles 1984) e do Trampolim (Sidney 2000) nos Jogos, passou a ser chamada de Ginástica Artística.

CURIOSIDADES

- Com apenas 14 anos, a romena Nadia Comaneci entrou para a história dos Jogos Olímpicos Munique 1976 ao ser a primeira ginasta a receber nota 10 de todos os jurados.

- A brasileira Daiane dos Santos foi a primeira ginasta a executar um salto chamado duplo twist carpado no solo. Por isso, o movimento foi batizado com o seu sobrenome: Dos Santos.

REGRAS

Solo

- A prova disputada por homens e mulheres

- No masculino os movimentos são feitos sem acompanhamento musical em um tempo de 70 segundos. No feminino, cuja duração é de 90 segundos, as atletas se apresentam com uma música de fundo.

- O tablado deve ter 12 metros de comprimento por 12 metros de largura.

Salto

- Prova disputada por homens e mulheres

- Os atletas correm por uma pista de 25 metros em direção oa trampolim. Nele o atleta toma impulso com os dois pés, apoia as duas mãos no aparelho e realiza as rotações com o corpo no ar.

Barra fixas

- Prova disputada apenas por homens

- O ginasta realiza os movimentos segurando uma barra fixa de 2,4 metros de comprimento com 2,80 metros de altura.

Barras paralelas

- Outra prova exclusiva dos homens

- O ginasta realiza os mmovimentos em duas barras paralelas, sempre com uma das mãos tocando as barras.

- As barras devem ter 3,5 metros de comprimento a 2 metros de altura.

Cavalo com alças

- Prova masculina. Os ginastas devem tocar apenas as alças do aparelho com as mãos, realizando os movimentos sobre o cavalo.

- O "cavalo" tem 1,60 de comprimento e as alças devem ficar a uma distância de 40 a 45 centímetros uma da outra.

Argolas

- Prova masculina.

- Os ginastas realizam os movimentos suspensos pelas argolas, que ficam penduradas a 2,80 metros do chão.

Barras assimétricas

- Prova feminina

- Duas barras posicionadas de forma paralela nas quais a ginasta deve se movimentar.

Trave de equilíbrio

- Prova feminina

- As ginastas ficam sobre uma barra de 10 centímetros de largura, onde devem fazer os movimentos.



TAGS: