Brasil mantém invencibilidade no Super Desafio BRA de judô

Equipe mista derrotou a Venezuela por 5 a 0 no CT da CBJ, na Bahia

Divulgação/CBJ
17/12/2015 11:09

O Brasil conquistou sua sétima vitória consecutiva no Super Desafio BRA de judô, nesta terça-feira, no Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), em Lauro de Freitas, Bahia. Com uma equipe mista formada por Gabriela Chibana (49kg), Aléxia Castilhos (63kg), Renata Januário (78kg), Igor Pereira (73kg) e Gustavo Assis (90kg), a equipe nacional não deu chances à Venezuela e venceu os cinco combates. 

Gabriela Chibana (48kg) abriu o duelo com vitória por ippon sobre Jailyz Oropeza em sua primeira participação em Super Desafios. 

"Nunca tinha lutado esse evento e fazer a luta de abertura te deixa um pouco ansiosa. Isso é um dos pontos positivos do Super Desafio, a oportunidade que a gente tem de lutar nessas condições, com torcida, televisão e aprender a controlar melhor o emocional", afirmou a peso-ligeiro do E.C. Pinheiros/SP. 

Assim como Gabriela, Igor Pereira (73kg) também conseguiu o ippon na segunda luta, contra Disney Ramos, ampliando a vantagem brasileira no confronto para 2 a 0. Terceira a entrar no tatame, a jovem Aléxia Castilhos (63kg), que está em seu último ano de classe júnior (Sub 21), bateu Osneydy Ramírez por wazari e garantiu a vitória brasileira com os 3 a 0. 

Os dois últimos judocas brasileiros a lutar não relaxaram e também venceram seus combates, fechando o placar em 5 a 0. Gustavo Assis (90kg) fez o quarto ponto com ippon sobre Antonio Rodríguez e Renata Januário (78kg) fechou a conta ao vencer Esphanny Miranda no último combate imobilizando a adversária até o ippon. 

A equipe principal do Brasil agora entra de férias das competições e se reapresenta no dia 6 de janeiro para treinamento de campo internacional em Pindamonhangaba, São Paulo. A primeira competição do ano olímpico será o Grand Prix de Havana (CUB) nos dias 23 e 24 de janeiro.

Fonte: Confederação Brasileira de Judô

TAGS: