Notícias

COB anuncia nesta segunda-feira (21) os melhores atletas de 2009

Atribua uma nota:
Quem será o melhor atleta brasileiro do ano? A resposta será conhecida nesta segunda-feira (21), a partir das 18h30, durante o Prêmio Brasil Olímpico, no Ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, em cerimônia fechada a convidados. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participará da cerimônia. Pelo empenho pessoal na campanha que consagrou o Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o presidente receberá o Troféu Personalidade Olímpica 2009. "O esporte brasileiro tem muito o que comemorar em 2009, especialmente pela conquista da sede dos Jogos Olímpicos de 2016, na qual o presidente Lula teve participação intensa e decisiva. Este troféu é uma forma de eternizar o nosso agradecimento a tudo o que ele tem feito pelo esporte olímpico brasileiro", afirma o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman.

A escolha do Melhor Atleta de 2009 poderá ser feita pelo público, através do site www.premiobrasilolimpico2009.com.br, até momentos antes do anúncio, previsto para às 21h. Os concorrentes masculinos são o nadador Cesar Cielo, o ginasta Diego Hypolito e o velejador Torben Grael. No feminino concorrem a nadadora de maratonas aquáticas Poliana Okimoto, a lutadora de taekwondo Natália Falavigna e a judoca Sarah Menezes. César Cielo tenta o título pela segunda vez, já que conquistou o troféu em 2008. No feminino, a vencedora no ano passado foi a saltadora Maurren Maggi.

Esta será a 11ª. edição do evento promovido e organizado pelo Comitê Olímpico Brasileiro. A escolha dos melhores atletas do ano em cada uma das 42 modalidades (ver lista abaixo) e dos atletas que concorrem ao troféu de Melhor Atleta do Ano foi feita por um colégio eleitoral formado por jornalistas, dirigentes esportivos, atletas e ex-atletas e personalidades do esporte com base em uma lista tríplice encaminhada ao COB por cada Confederação Brasileira Olímpica, além da Confederação Brasileira de Futsal, já que a modalidade integrou o programa dos Jogos da Lusofonia 2009, em Lisboa.
O Prêmio Brasil Olímpico 2009

O Prêmio Brasil Olímpico já se consolidou como a maior festa do esporte brasileiro. Além dos melhores atletas do ano e dos melhores atletas em cada uma das 42 modalidades, o Prêmio Brasil Olímpico entregará o troféu de melhor técnico do ano a Renato Araújo, técnico do ginasta Diego Hypólito, e a Ricardo Cintra, técnico da nadadora Poliana Okimoto. Brett Hawke, técnico de Cesar Cielo, também será homenageado pelo COB. Por indicação do Comitê Paralímpico Brasileiro, os melhores atletas paralímpicos são Daniel Dias e Josiane Lima. Walquíria Campelo receberá o troféu de melhor técnica paralímpico.

Na categoria melhores atletas das Olimpíadas Escolares, Carolina Bilich (natação) e Hugo Calderano (tênis de mesa) foram apontados pelo COB como os destaques para atletas entre 12 e 14 anos. Na competição para atletas de 15 a 17 anos os escolhidos foram Carolina Bergamaschi (natação) e Willian Braido (atletismo). Já nos esportes universitários receberão o troféu de melhor atleta do ano os lutadores de taekwondo Natália Falavigna e Diogo Silva. Esta premiação acontece por indicação da Confederação Brasileira de Desportos Universitários, com base no resultados dos atletas na Universíade, realizada em Belgrado.

O COB concederá também o Troféu Adhemar Ferreira da Silva ao atleta Joaquim Cruz, campeão olímpico nos 800m em Los Angeles 1984. Este troféu é oferecido a ex-atletas que simbolizem os legados de Adhemar, o primeiro bicampeão olímpico do Brasil. Também por indicação do COB, O Troféu COI - Esporte e Luta contra o Doping será entregue ao médico Eduardo De Rose.

Pelo empenho pessoal durante todo o processo de candidatura Rio 2016, haverá também homenagem especial ao Ministro do Esporte Orlando Silva, ao Governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral e ao prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes.

Conheça o perfil dos concorrentes:

Cesar Cielo - Campeão olímpico em Pequim 2008, Cesar Cielo voltou a impressionar no Campeonato Mundial de Desportos Aquáticos, em Roma. Cielo saiu do Foro Itálico, onde foram realizadas as provas, com duas medalhas de ouro, nos 50m e 100m livre, e dois recordes: o mundial nos 100m (46s91) e o da competição nos 50m (21s08. A supremacia nas provas rápidas foi comprovada nas demais competições que disputou em 2009. Cielo foi campeão do Mare Nostrum, de Barcelona, nos 50m, e no Troféu Maria Lenk levou três medalhas douradas (50m livre, 100m livre e 50m borboleta). Na última competição de que participou em 2009, o Torneio Open, em São Paulo, quebrou o recorde mundial nos 50m livre (20s91).

Diego Hypolito - Em 2009 foi primeiro lugar no solo, na etapa da Copa do Mundo da Slovênia. Conquistou o ouro no solo e no salto na etapa da Copa do Mundo de Glasgow, na Escócia, e foi campeão no solo na etapa da Copa do Mundo em Moscou. No Mundial de Londres, chegou à final do solo e terminou na nona colocação. Em novembro, conquistou o tetracampeonato da Copa do Mundo na prova de solo.

Torben Grael - Torben Grael dedica-se atualmente à vela oceânica. À frente do barco sueco Ericsson 4, Torben ganhou por antecipação a Regata de Volta ao Mundo. Na nona e penúltima etapa, que saiu de Marstrand e foi a Estocolmo, ambas cidades suecas, Torben comandou sua embarcação à terceira posição na chegada, o que garantiu uma pontuação geral inalcançável pelos adversários. A Ocean Race teve 10 etapas e percorreu 68 mil quilômetros, em mais de oito meses de disputa. Foi ainda segundo colocado da Fastnet Race, na Inglaterra, e terceiro na Maxi Yatch Rolex Cup. Navegando em águas brasileiras, conquistou o título da Macth Race Brasil e da Taça Alberto Ravazzano, esta na classe olímpica Star. Os resultados de 2009 renderam a Torben o título de melhor velejador do mundo pela Federação Internacional de Vela.

Natália Falavigna - Em 2009 a atleta conquistou a medalha de ouro na Universíade, disputado em Belgrado, na categoria 72kg. Em outubro, a paranaense conquistou a medalha de bronze no Mundial de Taekwondo, disputado em Copenhague, na Dinamarca. A medalhista olímpica venceu as três primeiras lutas, sendo superada na semifinal pela espanhola Rosana Alamo, que venceu a competição. Nos Jogos Abertos do Interior, em São Caetano, foi primeira colocada.

Poliana Okimoto - Ao vencer a 12ª e última etapa da Copa do Mundo de Maratonas Aquáticas, Poliana Okimoto sagrou-se campeã do circuito de 2009, conquistando um título inédito na história esportiva do país. A paulista venceu nove das 11 etapas que participou. Este foi o primeiro título de campeonato feminino para o Brasil conquistado em competições da Federação Internacional de Natação fora da categoria master. Contando todas as provas internacionais deste ano, Poliana nadou 125 quilômetros. Foram 11 etapas da Copa do Mundo - 10 quilômetros cada uma - mais as disputas de 10 e cinco quilômetros do Mundial dos Esportes Aquáticos de Roma. Nesta última, ela ganhou a medalha de bronze, quebrando um jejum de 15 anos sem pódio para o Brasil na competição. Em competições nacionais, venceu a Travessia dos Fortes, no Rio, a maratona de Porto Belo (SC) e a maratona de Ubatuba (SP).

Sarah Menezes - Em 2009 a judoca conquistou sete medalhas internacionais na categoria ligeiro (até 48 Kg): ouro no Campeonato Mundial Júnior (Paris), ouro na Copa do Mundo de Madrid (ESP), ouro na Copa do Mundo de Lisboa (POR), prata na Copa do Mundo de Belo Horizonte (BRA), bronze no Grand Slam do Rio de Janeiro (BRA) e no Grand Slam de Tóquio (JPN) e bronze no Campeonato Pan-Americano de Buenos Aires (ARG). O ouro no Mundial Júnior fez Sarah entrar para a história do judô brasileiro, ao ser a primeira bi-campeã mundial na categoria.

Os vencedores das edições anteriores do Prêmio Brasil Olímpico:

1999 - Maurren Maggi (atletismo) e Gustavo Kuerten (tênis)
2000 - Leila Barros (vôlei) e Gustavo Kuerten (tênis)
2001 - Daniele Hypolito (ginástica artística) e Robert Scheidt (vela)
2002 - Daniele Hypolito (ginástica artística) e Nalbert (vôlei)
2003 - Daiane dos Santos (ginástica artística) e Fernando Meligeni (tênis)
2004 - Daiane dos Santos (ginástica artística) e Vanderlei Cordeiro de Lima (atletismo)
2005 - Natália Falavigna (taekwondo) e João Derly (judô)
2006 - Laís Souza (ginástica artística) e Giba (vôlei)
2007 - Jade Barbosa (ginástica artística) e Thiago Pereira (natação)
2008 - Maurren Maggi (atletismo) e Cesar Cielo (natação)

Os vencedores do Prêmio Brasil Olímpico 2009 em cada modalidade:

Atletismo - Fabiana Murer
Badminton - Daniel Vasconcellos Paiola
Basquete - Anderson Varejão
Boxe - Everton dos Santos Lopes
Canoagem Slalom - Poliana Aparecida de Paula
Canoagem Velocidade - Nivalter Santos de Jesus
Ciclismo BMX - Renato Rezende
Ciclismo Estrada - Murilo Fischer
Ciclismo Mountain Bike - Edivando de Souza Cruz
Ciclismo Pista - Marcos Christian Novello
Desportos na Neve - Maya Harrison
Desportos no Gelo - Kevin Bettencourt AlvesEsgrima - Cleia Gulhon da Silva
Futebol - Marta Vieira da Silva
Futsal - Tiago de Melo Marinho
Ginástica Artística - Diego Hypólito
Ginástica Rítmica - Ana Paula Scheffer
Ginástica Trampolim - Taissa Paraíso Garcia
Handebol - Jaqueline Anastácio
Hipismo Adestramento - Luiza Novaes Tavares de Almeida
Hipismo CCE - Serguei Fofanoff
Hipismo Saltos - Rodrigo Pessoa
Hóquei Sobre Grama - Djeniffer Dombrowicz Vasques
Judô - Sarah Menezes
Levantamento de Peso - Rosane dos Reis Santos
Lutas - Laís Nunes de Oliveira
Maratona Aquática - Poliana Okimoto
Natação Sincronizada - Nayara Leite Figueira
Natação - César Cielo
Pentatlo Moderno - Yane Marques
Pólo Aquático - Marina Canetti
Remo - Ailson Eráclito da Silva
Saltos Ornamentais - César Castro
Taekwondo - Natália Falavigna
Tênis - Thomaz Bellucci
Tênis de Mesa - Thiago Monteiro
Tiro com Arco - Brunna Hellen Araújo
Tiro Esportivo - Ana Luiza Ferrão
Triatlo - Reinaldo Colucci
Vela - Torben Grael
Vôlei - Fabiana Marcelino Claudino
Vôlei de Praia - Harley Marques Silva

Galeria
Crédito: 1 de

Atribua uma nota:

Aguarde...